Neste último sábado (27), a Polícia Civil do Piauí finalmente conseguiu localizar os homens suspeitos de estuprarem uma garota de 26 anos. Eles foram presos no município de Oeiras que fica a pouco mais de 300 km de Teresina. Já é o quinto caso de #Estupro coletivo no Piauí em um período de apenas 12 meses, e o que mais chamou a atenção da população é que entre os estuprados estava um jovem de apenas 15 anos.

Antônio Nilton, delegado titular da Delegacia da cidade, é o responsável pelas investigações e informou que a vítima foi a uma festa acompanhada de alguns rapazes. Depois de consumir uma grande quantidade de álcool, e já se encontrando bêbada e desacordada, os estupradores a levaram para a residência dela e os abusos começaram.

Publicidade
Publicidade

A garota encontrava-se em um coma alcoólico e os três suspeitos logo se prontificaram para levá-la até sua casa. Chegando lá, vendo que ela estava inconsciente e sem nenhuma condição de reagir, tiraram a roupa da moça e começaram a manter relações sexuais com ela.

Ainda de acordo com o delegado Antônio Nilton, várias testemunhas aceitaram dar seu depoimento, pois são pessoas que estavam na festa e viram o momento em que os três suspeitos saíram do local carregando a garota. Além de violentá-la sexualmente, os três ainda agrediram a vítima, deixando-a bastante machucada e com sinais de violência por todo o corpo. No sábado (27) ela foi encaminhada ao Instituto Médico Legal de Teresina onde realizou os exames de corpo de delito.

Após ser agredida e estuprada, a garota foi deixada no local ainda desacordada e os três suspeitos evadiram da casa.

Publicidade

Os vizinhos encontram a vítima na cama, sem roupa e bastante machucada e então acionaram a polícia imediatamente.

Em junho tivemos outro caso de estupro coletivo em Piauí. O #Crime foi gravado e o vídeo disponibilizado nas redes sociais mostrava quatro rapazes violentando uma garota também desacordada, sendo que todos estavam dentro de um carro. A população, amedrontada, pede às autoridades que tomem providências para que crimes assim não voltem a serem praticados. #Casos de polícia