O ‘#Pokémon Go’ foi lançado nesta quarta-feira (4) no Brasil. Poucos minutos depois da chegada do jogo, que é sucesso mundial, no país sul-americano, já aconteceu o primeiro roubo de celular. Um garoto de 14 anos residente na cidade de Vila Velha, no Espírito Santo, havia baixado e instalado o jogo quando soube que o aplicativo já estava disponível para download. Depois da instalação, ele capturou o primeiro monstrinho Pokémon em sua própria residência. A alegria foi tanta que o jovem garoto decidiu sair às ruas para capturar mais monstrinhos, principalmente nas praças de sua cidade. Ele só não esperava por uma triste surpresa.

Quando saiu às ruas de Vila Velha, o garoto, que estava acompanhado por um colega, finalmente encontrou um Pokémon disponível para ser capturado.

Publicidade
Publicidade

Ele se agachou para pegar o monstrinho e quando olhou para cima havia um criminoso armado na sua frente pedindo que ele entregasse o celular. “O rapaz levantou a camisa e mostrou a arma. O colega do meu filho se assustou e correu, mas meu filho acabou tendo que entregar o celular”, disse o pai da vítima. O aparelho era um iPhone e o fato aconteceu por volta das 20h30 em um bairro de Vila Velha.

A família do garoto roubado afirmou que registrou um Boletim de Ocorrência já nessa quinta-feira (4) e fez um alerta para os demais jogadores de Pokémon GO no Brasil para que tomem cuidado quando estiverem nas ruas das cidades com o objetivo de capturar os agora populares monstrinhos, pois, de acordo com eles, os criminosos estão à espreita de toda aquela pessoa que possua um smartphone. “Os pais têm que ter atenção, senão os meninos saem com o celular na mão e entregam o ouro na mão dos bandidos”, explicou o pai do menor de idade.

Publicidade

Não foram só esses familiares que já passaram pelas ‘mãos’ de criminosos brasileiros com relação ao jogo, isso porque, o próprio CEO do aplicativo teve o seu perfil de Twitter invadido por hackers brasileiros que exigiam a chegada do aplicativo no país sul-americano. O caso virou notícia no mundo inteiro, mas parece que não abalou os diretores do Pokémon GO, já que o aplicativo, em seguida, chegou ao Brasil.