Ladrões brasileiros são especialistas quando o assunto é #Crime. Para aumentar o número de roubos e fazerem ser entendidos pelos estrangeiros, o jeito foi aprender diversas línguas. Em matéria feita pela ESPN, os bandidos de nosso país são chamados de poliglotas, que é a pessoa que fala diversas línguas. Em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, por exemplo, os assaltantes já usam diversos idiomas para anunciar assaltos. Há quem acredite que alguns passaram até por cursinhos e inglês e espanhol. Testemunhas garantem que os criminosos estão fazendo a Olimpíada uma tremenda festa.

A modalidade é a seguinte. Como se comunicam na língua dos turistas, os criminosos rapidamente ganham a confiança deles.

Publicidade
Publicidade

Um assalto assim ocorreu na Arena do Vôlei de Praia, por exemplo. A sueca Geanitt, de 20 anos, acompanhava as competições, quando foi abordada pelos meliantes. De acordo com ela, um rapaz bonito apareceu e começou a falar com ela em inglês. Ela garante que o inglês do assaltante era muito bom. Antes de anunciar o crime, ele foi gentil, questionando se ela estava gostando do Brasil e como era a Suécia. A conversa durou até que ela estivesse distraída o suficiente para um amigo desse rapaz chegar e arrancar a bolsa dela por trás. 

A estrangeira carregava cerca de R$ 300, além de um celular e alguns itens de higiene pessoal. A reportagem da ESPN acompanhou o momento em que a turista fez a denúncia à uma viatura da Polícia Militar. Muito preocupada, ela pediu um telefone dos agentes, para que pudesse ligar para a mãe que ficou perdida após o roubo. 

Outra situação que intrigou as autoridades envolveu um atleta que não disputava a Olimpíada.

Publicidade

Ele diz que foi roubado por policiais, que o obrigaram a ir em diversos caixas eletrônicos da cidade e sacar cerca de R$ 2 mil. O caso teve repercussão no mundo inteiro e os agentes da lei acabaram afastados do cargo até que as investigações sejam concluídas. Curioso é que como podemos observar, ladrão nem sempre é quem não tem estudo ou oportunidades.  #Investigação Criminal