Depois de vazar um post no qual Lucíolo Cunha Gomes come carne de um porco-do-mato,fato ocorrido em 2013, ironizando o Ibama, o Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, revogou o procedimento que ele assinou nomeando Gomes para a Superintendência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no Tocantins. O caso gerou tanta polêmica que até o Ministério Público do Tocantins interveio e pediu a revisão dessa nomeação.

Entenda a Polêmica

Lucíolo Cunha Gomes, em 2013, fez um post no qual ele ironizava o Ibama, falando que estava a se deliciar com pernil de Caititu (Porco-do-mato) e ainda rir dizendo que "o medo era só que o Ibama aparecesse".

Publicidade
Publicidade

Com a vinculação desse post recentemente, Lucíolo, que tinha sido nomeado para a superintendência do Ibama, nessa terça-feira (9), por Sarney Filho, Ministro do Meio Ambiente, acabou sendo destituído do cargo, através de uma recomendação do Ministério Público Federal do Tocantins (MPF/TO), enviada ao Ministro do Meio Ambiente e para o chefe da Casa Civil, Ministro Eliseu Padilha, que é responsável pelas publicações no Diário Oficial da União.

Não satisfeito com a zombaria feita ao Ibama, Lucíolo Cunha Gomes ainda ridiculariza as chances de ser pego, pois estava com o chip que foi implantado no animal, dizendo que jamais seria encontrado, pois não tinham o endereço.

Foi informado pela assessoria de imprensa do Ministério do Meio Ambiente, que as nomeações para as funções estaduais do Ibama são realizadas por "bancadas parlamentares correspondentes a seus respectivos estados", e que pessoas que não se qualificam para ocupar o cargo de Superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), jamais ocuparão esse cargo no respectivo órgão, que é o caso do antes nomeado, Lucíolo Cunha Gomes, destacou o Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho.

Publicidade

Fica a lição para que todo e qualquer cargo público a ser preenchido, o nome e procedência do candidato seja bem investigado. #É Manchete!