Um crime bárbaro chocou a cidade de Porto Seguro, localizada no extremo sul da Bahia. Uma mulher alegou que matou seu filhinho de 2 meses com requintes de crueldade porque estava cansada.

De acordo com o portal de notícias G1, a mulher chegou a denunciar a polícia um suposto sequestro no sábado (20), mas depois acabou confessando que matou o bebê de apenas 2 meses de forma covarde e macabra. Saibam mais aqui.

Mãe confessa que matou filho com requintes de crueldade

Renata Cerqueira, confessou nesta segunda-feira ( 22), que matou seu filho afogado, esquartejou o corpo do bebê e colocou dentro de uma panela de pressão. Segundo a mulher que trabalhava como babá, ela afirmou que se sentia cansada de cuidar do filho sozinha e por isso resolveu matá-lo.

Publicidade
Publicidade

Entenda.

A princípio ela relatou em depoimento que o bebê havia morrido afogado, mas acabou caindo em contradição e contando em detalhes como ela matou o próprio filho.

Ela afirmou que matou o filho na tarde do sábado. A mulher afogou o bebê e logo depois esquartejou o corpo do garoto e colocou partes dele dentro da panela de pressão e o restante em uma sacola no quarto da avó, mãe de Renata que mora com ela.

Mãe forjou o sequestro do filho

Depois de cometer o crime, Renata resolveu forjar o sequestro do filho para explicar a ausência da criança. Ela procurou a polícia dizendo que o filho estava no carrinho na sala, enquanto ela lavava roupa nos fundos do imóvel. Ainda segundo a mulher, ela não ouviu nenhum barulho diferente por causa do volume alto do som que vinha da casa dos vizinhos.

Publicidade

A polícia chegou a fazer buscas pela criança, pois algumas pessoas afirmaram ter visto uma mulher sair da casa carregando o bebê e entrar em um carro. 

A mãe participou do protesto pelo desaparecimento do bebê

Na segunda-feira, Renata chegou a participar de um protesto pedindo que o sumiço do bebê fosse esclarecido. Porém enquanto a mãe estava fora, a avó da criança ao chegar em casa, sentiu um forte mal cheiro e ao abrir a panela de pressão deu de cara com os restos mortais do neto.

Imediatamente a avó acionou a polícia, que fez uma varredura na casa e encontrou o resto das partes do corpo no quarto da dela. Logo em seguida a mãe foi presa.

Motivação do crime

De acordo com a titular da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), Valéria Chaves, a mãe alegou que cometeu o #Crime por ter que criar o filho sozinha sem nenhuma ajuda do pai. Renata ainda disse que já trabalhava como babá e ainda tinha que cuidar o filho. A mulher relatou que embora o pai não fosse presente a impedia de ter outros relacionamentos e por isso resolveu matar o bebê. #Investigação Criminal #Casos de polícia