Foi preso na noite desta segunda-feira (15), um jovem, de 19 anos, acusado de matar a facadas uma menina de 5 anos de idade. O crime que tirou a vida da pequena Luana Gonçalves de Oliveira ocorreu na cidade de #Manhumirim, em Minas Gerias, e seria uma vingança contra a mãe da mesma, acusada de fazer macumba contra o rapaz.

A menina se encontrava em casa, sozinha, pois a mãe teria ido a um forró da cidade, quando o assassino chegou na residência com a intenção de conversar com a mesma. Segundo informações da polícia, a mulher e o rapaz teriam tido um desentendimento na noite do domingo (14), quando o mesmo foi tirar satisfação sobre uma suposta macumba que a mesma teria feito para que ele não conseguisse ter nenhum relacionamento amoroso.

Publicidade
Publicidade

Depois da briga, cada um foi para sua casa, mas o homem voltou horas depois.

Ele entrou na casa, onde já morou, e encontrou a criança sozinha e viu uma oportunidade de se vingar da mulher que estaria fazendo feitiço para ele. Usando uma faca que achou no local, desferiu vários golpes contra a menina, deixando a faca cravada em seu peito. Ainda não se sabe se a mulher teria algum envolvimento, ou mesmo interesse no rapaz. Veja o vídeo em que o assassino confessa o crime.

A criança foi socorrida por vizinhos que ouviram seus gritos e a encontraram sozinha, ferida e sangrando muito, caída no chão da casa onde morava. A equipe de saúde foi acionada, mas já encontraram a menina sem vida. A polícia também foi chamada para registrar a ocorrência. 

As testemunhas não chegaram a ver o assassino, só o viram saindo correndo do local.

Publicidade

Ele foi preso pouco tempo depois, na rodoviária da cidade, ao tentar pegar um táxi para Caparaó. O taxista não aceitou levá-lo, após o mesmo afirmar que tinha cometido um homicídio e precisava fugir. Ele foi abordado e retirado do veículo por populares que o agrediram.

A polícia civil está investigando o crime, e, segundo o delegado Bruno Luiz Porcino, algumas pessoas serão ouvidas nos próximos dias. A mãe da menina poderá ser indiciada por #abandono de incapaz e pegar de seis meses a três anos de prisão, se for condenada.  Está sendo investigada uma outra situação em que a menina teria sido deixada em casa sozinha, em 2013, e o Conselho Tutelar da cidade acionado. #Casos de polícia