"Pokémon Go" é um game de realidade aumentada que tomou conta do mundo, ou pelo menos nos países onde já se encontra disponível e aqui no Brasil não é diferente. Como este é um jogo onde o usuário precisa sair à procura dos pokémons, já se transformou em algo normal vermos com smartphone na mão capturando os monstrinhos, seja nas ruas, avenidas, praças e até mesmo nas igrejas. Isto mesmo, há vários pokémons nas igrejas e algumas inclusive foram transformadas em ginásios, o que acabou causando revolta por parte de muitos fiéis.

Acontece que em São Paulo a ordem da Arquidiocese é que os padres não só acolham os jovens que estão nas igrejas jogando, como também os incentive a irem lá jogar.

Publicidade
Publicidade

Através de seu perfil no Facebook, a Arquidiocese de São Paulo deu início a uma campanha mostrando que os padres são a favores dos jovens irem à igreja, ainda que seja em busca dos pokémons, mas que aproveitem que estão lá para aproveitarem e fazerem uma oração para seus familiares e amigos.

Para a Arquidiocese de São Paulo, esta é uma ótima oportunidade para os padres e a comunidade de um modo geral, se aproximar dos jovens que encontram-se afastados da igreja. Através da hashtag "#PokemonGoIgrejaSP", a mensagem aos jovens é que eles fiquem à vontade para irem até a igreja mais próxima para se divertir e a mensagem é de que esta é uma boa oportunidade para interagir com eles.

As montagens trazem a Catedral da Sé ao fundo e na frente a logomarca do  game "Pokémon Go", o desenho de um padre e também de pokémons, com a mensagem para os jovens.

Publicidade

Uma imagem diz para os jogadores olharem dentro da igreja antes de jogar e caso esteja sendo celebrada uma missa, para que seja respeitado o momento e os jovens aguardem até o final da celebração para então começarem a captura dos monstrinhos e convida para que os jogadores aproveitem e participem da celebração.

Também é feito um desafio a estes jovens, para que eles façam uma foto bem bonita da igreja e postem nas redes sociais com a hashtag "#PokémonGoIgrejaSP" e assim todos vão trocando experiência e compartilhando estes momentos.

Muitos têm elogiado a atitude da Arquidiocese de São Paulo em tentar interagir com os jovens e conquistá-los, mas muitos também têm criticado tal atitude.

E na sua opinião, os padres devem incentivar os jovens a jogarem "#Pokémon Go" nas igrejas ou não? Deixe abaixo seu comentário. #games #Entretenimento