A página do Facebook “Defensores da Polícia Militar” está causando polêmica na rede social com uma postagem publicada ao meio-dia deste domingo e que já alcançou mais de 34 mil curtidas, sete mil comentários e pouco mais de 33 mil compartilhamentos.

O post tem a imagem de um jovem negro, de idade não identificada, segurando um saco de pães e a seguinte descrição: “Individuo abordado pela equipe em um local de tráfico, informou que o dinheiro encontrado em revista pessoal era para comprar pão, essa equipe auxiliando o cidadão o escoltou até a padaria para que o mesmo não fosse roubado. Repare no olhar de gratidão do cidadão”. A publicação não identifica a cidade do ocorrido.

Publicidade
Publicidade

 

Comentários

Entre os milhares de comentários, haviam aqueles que debocharam da situação, mas também muitos críticos. “Pelo menos não vai na padaria tomar café e comer pão na chapa de graça em troca de segurança do estabelecimento”, comentou Thiago da Silva Lopes.

“Agora tem que ficar de olho pra ele não voltar na padaria para pegar o dinheiro de volta”, postou Antonio Pires, insinuando que o homem fotografado seria bandido. “Realmente conseguiu o pão de cada dia, pro ano inteiro”, debochou outro usuário.

Crime

O homem abordado pela Polícia Militar estava com o dinheiro – a quantia não foi revelada – em uma área de tráfico de drogas. “Na boa, só encontraram dinheiro com ele?”, perguntou na postagem um internauta de nome César Martins.

“A rua de cima da que eu moro, e pela qual eu passo todo santo dia, é uma região de tráfico.

Publicidade

Se me pegarem com dinheiro passando por lá, quer dizer que eu vou comprar droga? Realmente não entendi”, finalizou Martins.

Outro usuário foi na mesma linha de pensamento. “Quer dizer que seu estiver passando por uma área de trafico com dinheiro, automaticamente eu sou traficante? Ou será que todo negro com dinheiro no bolso indo comprar pão é traficante?”, questionou Adriano Silva.

“Pode ser que fosse mesmo malandro com dinheiro de tráfico, mas a questão é que o simples fato do cara estar com o dinheiro não prova nada. Trabalho da policia é no máximo abordar e questionar, e não ficar fazendo gracinha em rede social. No mínimo eles teriam que dar flagrante, o que não aconteceu”, completou Silva. #jovem negro policia militar #jovem negro PM