Agosto parece não ter fim - essa frase foi muito ouvida na internet nos últimos dias - não é para menos. O número de acontecimentos no mês com 31 dias teve seu ápice com a troca de presidentes no Brasil. Saiu Dilma Rousseff, deposta com 61 votos no Senado Federal, entrou #Michel Temer, do PMDB, ex-vice duas vezes da representante do Partido dos Trabalhadores (PT). Ainda à tarde, Dilma disse que Temer teria uma oposição como nenhum outro "presidente golpista" teve antes. O recado estava claro: começou a guerra, com um diferencial, o PT agora como oposição, coisa que a maioria concorda ser o ponto forte da legenda. 

Irritados com a posse de Temer e a saída de Dilma, manifestantes foram às ruas de algumas cidades do país.

Publicidade
Publicidade

Houve confusão e quebra-quebra. Questionados porque faziam os atos de baderna, os petistas disseram que aquilo era necessário para a democracia e que a mídia era 'golpista', ou seja, seria necessário uma forma de chamar a atenção para o "golpe", além de deixar claro a oposição da legenda que elegeu duas vezes o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele, inclusive, esteve com Rousseff acompanhando pela televisão a votação histórica no Senado Federal. Apesar de ser cassada, a primeira mulher eleita à presidência no Brasil, continua mantendo os direitos políticos. 

A Polícia atirou bombas de gás na Avenida da Consolação, em São Paulo, durante protesto contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Manifestantes montaram barricadas com sacos de lixo, aos quais atearam fogo. O ato começou na avenida Paulista, onde grupos pró-impeachment também se manifestavam em comemoração à decisão do Senado.

Publicidade

A ação de vândalos mascarados transformou um protesto contra o impeachment de Dilma Rousseff em cenário de depredação. Parte do protesto ocorreu em frente ao prédio da Fiesp, que apoio o impeachment de Dilma. Há relatos de feridos e detidos nas manifestações, mas até o fechamento desta reportagem, autoridades ainda não tinham fechado os números ruins de um dia que não tem nada de realmente feliz.  #Manifestação