Menos de 48 horas depois de ser liberado no Brasil, o Pokémon Go já é o assunto mais falado nas redes sociais do lado debaixo da linha do Equador. Milhares de brasileiros empunharam seus smartphones e saíram as ruas caçando os monstrinhos que estão espalhados por todos os cantos das terras tupiniquins. 

E não é que um motoboy, teve uma ideia genial e está faturando alto com a caça aos monstrinhos!

Segundo o portal de notícias F5, um motoboy de Fortaleza, capital do Ceará, se tornou o primeiro caçador profissional de Pokémons do Brasil. Saibam mais aqui.

Motoboy cobra R$25,00 por hora para sair a caça do Pokémon Go

O motoboy  Denis Paz, de 33 anos, saiu na frente e se tornou um caçador de #Pokémon Go profissional, o game foi liberado e/ou lançado no Brasil nesta quarta-feira (3). 

Centenas de milhares de pessoas estavam ansiosas com a liberação do game Pokémon Go no Brasil e assim que ele foi liberado, as pessoas partiram para a caçada mais esperada do ano.

Publicidade
Publicidade

Na internet não há outro assunto, grupos estão sendo criados nas redes sociais, marcando encontros para que as pessoas possam sair juntas para a caçada.

Denis que se diz fã dos monstrinhos, revelou que também estava ansioso para a liberação do game, mas com a intenção de conseguir um dinheiro extra, que em tempos de crise, vem bem a calhar. 

Ele colocou uma mensagem no Whatsaap, oferecendo seus serviços da seguinte forma: Denis está cobrando R$25,00 por hora, para rodar com os jogadores nos pontos determinados pela geolocalização que indica onde estão os Pokémons. "Fazemos um tour pelas melhores regiões, Iguatemi, Centro de Eventos, Norte Shopping, Beira Mar, Dragão do Mar. Não fazemos área de risco", diz o anúncio.

Além de saber os pontos onde os monstrinhos estão, ele oferece ao passageiro um capacete, busca e leva o cliente em casa, tornando a caçada mais segura e tem até um carregador portátil de celular na moto.

Publicidade

Paz também anda com celular ligado no jogo e avisa ao cliente quando tem algum Pokémon por perto.

Rapidamente o anúncio se espalhou pelo Whatsaap e Denis agora tem até lista de espera.

O caçador profissional de Pokémon Go quer ir mais longe

Denis conta que seus amigos a princípio acharam que ele estava louco, mas agora passaram a chamá-lo de empreendedor do ano. Ele pensa em criar um grupo de "motogames" e oferecer um serviço completo para os clientes, com motos bem equipadas e blusas personalizadas. #games #Trabalho