A Polícia Militar do Rio de Janeiro declarou guerra à TV Globo. A instituição publicou nota oficial em que pede à população um boicote ao veículo. O motivo da insatisfação dos policiais militares é a minissérie #Justiça, que está sendo exibida pela emissora. Na obra de ficção, o ator Enrique Diaz interpreta Douglas, um policial desonesto que invade a casa de uma vizinha e "planta" drogas na residência, para que a moça - uma empregada doméstica - seja presa. O personagem faz isso como uma vingança, já que a vizinha tinha matado seu cachorro (após o animal atacar sua família).

Na nota a instituição manifesta repúdio à emissora. A PM acredita que policiais não devem ser mostrados como vilões.

Publicidade
Publicidade

"Justamente aquele profissional que defende a sociedade com a própria vida, zela pela segurança do cidadão e garantiu a tranquilidade dos Jogos Olímpicos", defende. A nota diz que a minissérie é uma afronta às famílias de policiais militares que perderam a vida ou se feriram gravemente na luta contra o crime. Para a PM carioca, a minissérie Justiça "deseduca" a sociedade e estimula o desacato à autoridade. "Quem enfraquece a Polícia está enfraquecendo a sociedade e fortalecendo o crime", finaliza a nota assinada pelo coordenador de comunicação da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Oderlei Santos. Leia na íntegra:

TV Globo se defende

Em nota enviada ao jornal Folha de São Paulo, a #TV Globo se defendeu, afirmando que Justiça é apenas uma obra de ficção e que isto é sempre lembrado ao final de cada episódio.

Publicidade

A emissora ainda afirmou que o foco da série não é a polícia e que não tem a intenção de ofender nenhuma profissão ou entidade.

Internautas debatem posição da PM

Alguns internautas utilizaram o espaço de comentários na própria postagem para debater a inusitada atitude da PM.  "A instituição PMERJ precisa se impôr perante todas as forças que tentam denegrir a sua imagem. Em meio ao caos que a segurança pública do Rio vive, ainda é a única instituição que faz o seu trabalho e o das demais também, enxugando gelo todos os dias. A mídia brasileira anda na contramão da civilidade e ordem social. Meus parabéns ao coronel por se pronunciar em defesa dos nossos policiais. Eles são nossos verdadeiros heróis. Tem a minha gratidão", escreveu a internauta Joyce Laise.

Já o operador de empilhadeiras Luiz Emerick discordou de forma contundente. "O que a TV está retratando é uma verdade. Temos maus policiais que plantam provas, como no caso dos rapazes que estavam vindo do Parque de Madureira, sem falar que tem um certo preconceito na hora da abordagem. Um coronel vir falar que a polícia é 'santinha', me desculpe, mas isso é ser hipócrita", disparou. #Casos de polícia