Após quatro dias do início de uma suposta denúncia de #Estupro contra um deputado federal, Marco Feliciano (PSC-SP), conversas entre a moça e o parlamentar foram reveladas. Ao contrário dos primeiros prints do WhatsApp, que seriam de supostas mensagens entre a moça e Feliciano, as que foram disponibilizadas hoje possuem diversas fotos sensuais enviadas pela própria jornalista.

Patrícia enviou fotos de calcinha, sutiã e com grinalda, dizendo que queria se casar daquele jeito com um rapaz que faria parte do Partido Social Cristão. Quando Feliciano viu as fotos, a questionou, momento em que ela respondeu que tinha feito um book.

Publicidade
Publicidade

Feliciano então disse que não estava gostando do rumo da conversa e que não era para a moça enviar mais fotos.

Mesmo com o pedido, Patrícia continuou divulgando imagens dela própria. Quando Feliciano disse que não queria conversar e passou a ignorar todas as mensagens recebidas, ela enviou mais fotos, sendo uma delas nua, com a mão na frente de um seio, sob a legenda: ‘Olha o que vocês vão perder’.

Jornalista tenta se passar pelo pastor Silas Malafaia

Patrícia falou para Feliciano de seu interesse em namorar com um rapaz chamado Tiago e que seria do PSC. Depois de um tempo sem resposta do parlamentar, Patrícia questiona o motivo de ter sido bloqueada por Tiago no aplicativo de troca de mensagens, Feliciano então comenta que conversou com o rapaz e que ele disse que Lélis não o deixava em paz, bem como revelou que a moça lhe enviou um e-mail se passando pelo pastor Silas Malafaia, onde ‘pedia para que Tiago namorasse com ela’.

Publicidade

Além disso, Patrícia inventou que era da mesma igreja que Marco. Ele perguntou que loucura era aquela que ela tinha inventado e ainda disse: ‘Mentira tem perna curta’. Ele também falou que Tiago contou que Lélis inventou ser amiga de sua filha e que uma vereadora de Curitiba teria tentado destruir o seu casamento. Logo após mostrar sua indignação com o que tinha descoberto sobre a jornalista, Feliciano disse que não queria mais conversar, finalizando a frase com ‘Adeus!’.

Insatisfeita, a moça se defendeu, mas como não obteve resposta, começou a hostilizar as pessoas ligadas ao PSC, bem como continuou mandando as fotos sensuais.

A ameaça

Convicta de que Feliciano não iria mais responder suas mensagens, mandou uma ameaça, dizendo que ‘eles iriam se arrepender’, bem como que iria arranjar outra forma de chamar a atenção do deputado federal.

Por fim ela avisa que o vizinho de Feliciano é um petista que fazia parte da extinta CPI da UNE, bem como no andar de cima morava uma ‘deputada influente do PCdoB’, e que se ele não falasse com ela, buscaria contato com os seus opositores políticos.

#Marco Feliciano #Patrícia Lélis