O suspeito foi preso na sexta-feira (12), em Criciúma, Santa Catarina, na própria casa. O empresário Marcos Cleiton Machado, de 38 anos, foi flagrado em uma operação conjunta da Polícia Civil pelo sistema de monitoramento por vídeo de Cocal, onde aparece abordando uma menina de 11 anos na saída de sua escola de catequese na quinta-feira (11).

O autor, que confessou o #Crime no final da tarde do mesmo dia, teria ameaçado a criança com uma arma e a obrigado a entrar em seu veículo. Após o rapto, teria levado a menina para um motel e abusado dela sexualmente, e só depois das 19h a teria liberado, momento em que a vítima conseguiu buscar ajuda.

Publicidade
Publicidade

A Delegacia de Urussanga, que investiga o crime, divulgou que o suspeito pode estar envolvido em outras três ocorrências da mesma natureza. Ele vinha sendo investigado, mas só na semana passada conseguiu ser flagrado pelas câmeras de segurança, usadas para monitorar as ruas da cidade.

O exame de corpo de delito realizado pela perícia policial comprovou que realmente houve o abuso sexual, como informa o delegado responsável pelo caso. A menina reconheceu o suspeito, e as imagens foram suficientes para incriminá-lo e culminar com a sua prisão. No local onde mora o acusado, foram encontradas duas armas uma de pressão e uma pistola, com quarenta munições, além de fita adesiva que foi usada para amordaçar a criança.

O investigado foi ouvido pela polícia, e relatou que não tinha intenção de cometer o crime, mas foi influenciado pelo poder de remédios e álcool ingeridos momentos antes de realizar o ato.

Publicidade

O suspeito, que tem o direito a um advogado, deve tentar se defender nos autos oficiais, porém, todos os indícios apontam por ser ele o responsável.

Outras duas vítimas em outros municípios vizinhos, uma de apenas 9 anos, também podem ter sido abusadas pelo empresário. A polícia espera encontrar vestígio e informações nos aparelhos pessoais do mesmo, e nas imagens das câmeras de segurança. O acusado tem uma filha de 10 anos, é casado e é dono de uma vidraçaria na área nobre do município. Os moradores da região estão muito assustados com o crime.

#Casos de polícia