Uma #Escola do interior de mineiro resolveu aplicar uma atividade com uma linguagem mais caipira, porém, foram bem infelizes com o texto escolhido. Isso devido ao texto apresentar duplo sentido.

Não deu outra, os pais dos alunos ficaram revoltados e fizeram uma reclamação com a escola. De acordo com eles, a atividade fazia a reprodução de um texto com palavras obscenas que provocou o maior constrangimento.

O caso aconteceu na Escola Estadual Professor Francisco Letro, localizada no município de Coronel Fabriciano, estado de Minas Gerais. Os estudantes do 4º ano, receberam a tarefa que continha o texto com frase "Quando quebrei o ovo tive um baita susto: magina ocê que tinha um pinto dentro!!!!? Agora cê já pensô seu cuzinho cum pinto dentro??".

Publicidade
Publicidade

O objetivo da tarefa era que o aluno reescrevesse o trecho selecionado de acordo com a norma culta da língua portuguesa.

A administração da escola negou que houve maldade e a intenção era que os alunos estudassem o regionalismo linguístico. A situação será esclarecida pela Secretaria de Educação do município, que irá fazer uma reunião com os pais dos alunos para que tudo seja esclarecido e evite qualquer novo constrangimento.

O pai de uma aluna, Márcio de Souza, contou que não permitiu que sua filha, de apenas 9 anos, fizesse a atividade por ter achado o conteúdo inadequado para uma criança. Segundo ele, as crianças de hoje são muito inteligentes e espertas e sempre fazem questionamentos que ele não costuma responder devido à pouca idade e foi um erro da escola em passar esse tipo de tarefa para os alunos.

Publicidade

A mãe de um estudante, que preferiu não ser identificada, falou que foi à escola para pedir explicações e foi informada que eles iriam averiguar o caso.

Pronunciamento da Escola

A instituição divulgou uma nota de esclarecimento, informando que a tarefa foi elaborada pelas professoras para análise de gênero de textual e estava de acordo com o conteúdo estudado no momento.

Afirmou ainda, que o texto foi trabalhado durante a aula, juntamente com os professores respeitando a linguagem popular e diversificada do país e na sala de aula tudo aconteceu de maneira normal, tanto pelos alunos quanto pelos professores.

  #Curiosidades