Achando que veria lances cômicos numa discussão entre homens embriagados, um cinegrafista amador acabou registrando uma cena trágica e muito perigosa.

O vídeo, feito com um aparelho celular, flagrou uma briga no último dia 7 de setembro, no Centro de Abastecimento do município de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador.

Os dois bêbados em desavença se agridem de forma cambaleante. Alguns segundos depois, um deles usa a perna direita para dar uma rasteira no outro, de camisa listrada vermelha, que, apesar de ser maior, parece estar em estado etílico pior. Com a rasteira, a vítima perde totalmente o equilíbrio e cai diretamente com a cabeça em um paralelepípedo.

Publicidade
Publicidade

O cinegrafista amador mostra como o sujeito desacordado se mantém sem qualquer reação.

E mostra que também não esboça nenhuma reação contra o agressor. Ele sai andando para sair de cena rapidamente. Ao fundo, é possível ver um bar, onde, provavelmente, os adversários encontraram combustível para se enfrentar. 

O vídeo foi feito por um morador de Candeias e enviado por ele para veículos de imprensa de Salvador.  No vídeo é possível ouvir a frase, em tom de certa surpresa: “Desmaiou o maluco”.

O autor das imagens, que não quis se identificar, conta que a polícia chegou alguns minutos depois da confusão, chamada por moradores da região. O rapaz desmaiado foi rapidamente encaminhado e socorrido no Hospital Municipal Ouro Negro.

Embora tenha ficado alguns minutos desacordada por conta da forte batida, a vítima teve apenas ferimentos leves e não corre risco de morrer.

Publicidade

Entretanto, dependendo de como acontece, o traumatismo cranioencefálico pode até matar. Especialistas alertam que, mesmo quando há um trauma leve na cabeça, células cerebrais são danificadas. A situação pode provocar um desequilíbrio químico no cérebro, e quase sempre a perda dos sentidos, ou o popular desmaio.

Vítimas de trauma no crânio podem ainda desenvolver outros sintomas como confusão, insônia, tontura, sonolência, memória prejudicada e fortes dores de cabeça. O ideal é que, após esse tipo de batida, a pessoa procure um médico para que uma detalhada avaliação clínica e também exames sejam feitos.

#Crime #Casos de polícia