Um grupo de bandidos assustou as pessoas que passavam perto de uma agência bancária na cidade de Cuité, no Curimataú paraibano. Cerca de 20 homens armados participaram de um assalto a uma agência bancária, na madrugada desta sexta-feira (23), por volta das 2h45 da madrugada. O grupo fez um estrago no local, e teria coagido pessoas que passavam pela região e as usado como reféns.

De acordo com a Polícia Militar que foi acionada, o conjunto de homens teria ainda atirado contra a sede do 9º Batalhão de Polícia da região. A ação durou cerca de 40 minutos, tempo suficiente para que os criminosos conseguissem levar o cofre do banco.

Publicidade
Publicidade

A Polícia que investiga o caso informou que os assaltantes estavam em diversos veículos e chegaram à cidade fazendo muito barulho. Segundo o sargento Walter Vitorino, eles se aproximaram da região onde efetuariam o roubo, atirando para cima, e trazendo medo. Além disso, os bandidos usaram pessoas que caminhavam pela mesma rua da agência, e que supostamente estariam voltando de um comício, como escudos humanos.

Enquanto alguns ficaram dentro da agência, outros atiravam contra o batalhão de maneira que a polícia fosse coagida e não impedisse o roubo. Dez dos criminosos usavam pessoas de escudo, enquanto atiravam contra os policiais, que não puderam revidar, uma vez que precisavam preservar a vida das pessoas envolvidas. Praticamente a PM teve que apenas observar e esperar que os bandidos terminassem a ação.

Publicidade

Outra parte do grupo invadiu a agência que fica a aproximadamente 2 Km do batalhão usando explosivos. Eles parecem ter observado o movimento do banco durante o dia, pois sabiam que o cofre havia sido abastecido no dia anterior. Apesar das agências bancárias estarem em greve, e a movimentação financeira ser menor, eles sabiam que a quantia presente no banco não era pequena. O cofre teria sido abastecido por um carro forte na quinta-feira (22), o valor não foi confirmado pela polícia.

Os criminosos parecem ter arquitetado bem a ação, pois não deixaram que a polícia conseguisse impedi-los. Durante a fuga, espalharam grampos pela rodovia para que não fossem perseguidos e capturados. Apenas uma caminhonete abandonada pelo grupo foi encontrada pelos policiais, que disseram se tratar de um carro roubado. Até agora nenhum dos assaltantes foi encontrado. #Crime #Investigação Criminal