Rhian, de apenas doze anos, está preso nos Estados Unidos desde o dia 11 de maio. O garoto é brasileiro e tentou entrar no território governado por Barack Obama ao lado do próprio pai, Alécio Soares de Paulo. A dupla acabou não passando pela imigração. O pai do garoto já voltou ao Brasil. Ele foi deportado em agosto. No entanto, o herdeiro dele continua no país. De acordo com uma reportagem publicada neste sábado, 10, pela  Revista Veja, o garoto está em um abrigo para menores de idade na cidade de Chicago. O caso chamado de absurdo por familiares também ganhou destaque através de uma reportagem da TV Globo. 

Os pais de Rhian deram uma entrevista e disseram que o menino está bem.

Publicidade
Publicidade

Eles podem conversar com o menino duas vezes por semana. Alécio trabalha como lavrador no Noroeste do Espírito Santo. O trabalhador rural viajou para o outro país para exercer serviços laborais e de lá enviar grana para a família. Não é a primeira vez que ele é deportado. Em 2003, o homem já havia feito uma tentativa parecida. Novamente esta acabou mal. O lavrador acabou sendo, então, barrado duas vezes. 

O trabalhador rural disse que decidiu tentar a sorte nos Estados Unidos após olhar para a sua casa e vê que a família não tinha nada para comer na geladeira. Ele revela que depende da solidariedade da sogra para se alimentar. Sobre o filho, Alécio diz que está com muitas saudades, especialmente porque tem quatro meses que eles não se veem. Ele se diz arrependido pelo ato desesperado e alega que hoje vê que não deveria ter permitido que o garoto fosse com ele.

Publicidade

".Não aconselho ninguém que faça”, disse a mãe do menor, Elizângela Fagundes Viana.

De acordo com o Ministério das Relações do Brasil, a Justiça dos Estados Unidos já autorizou a volta do menino ao território nacional e ao convívio com a família. Falta agora marcar a data para que a viagem acontece. O pai do menino lamenta ter investido dinheiro, pego empréstimo em banco e que ao chegar nos EUA descobriu que não poderia ficar lá e foi separado do menino.  #Crime #Investigação Criminal