O candidato a prefeito de Itumbiara, cidade a 250km de Goiânia, era um dos homens mais ricos do interior do estado de Goiás. Ele foi morto nesta quarta-feira (28), durante a realização de uma carreata para promover a própria candidatura à prefeitura nas eleições que ocorrerão esse fim de semana. Considerado um dos políticos mais ricos de Goiás, o candidato que governou a cidade de 2005 a 2012 e tentava voltar à prefeitura, tinha um patrimônio exorbitante. Segundo declarou para a Justiça Eleitoral, os seus bens podem chegar a cerca de cento e dez milhões de reais, formado em sua maioria por fazendas e outros imóveis.

Zé Gomes ficou conhecido no interior do estado pelo nome de ‘Maluf de Itumbiara’, devido ao volume do patrimônio que conseguiu acumular, durante os oito anos que ficou no comando da cidade.

Publicidade
Publicidade

Zé Gomes teria passado por uma série de acusações, na época de seu mandato na prefeitura, e agora tentava voltar, através de um apoio político muito maior.

Para estas eleições o candidato tinha montado uma coligação imensa, e contava com quinze partidos que vinham em seu apoio, incluindo o PT, PSDB e PMDB. Por isso, no comício em que aconteceu o #Crime na tarde de ontem, estava presente também o vice-governador José Eliton do PSDB. O vice-governador também acabou sendo ferido no abdome pelo atirador, e está internado no Centro de Terapia Intensiva no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (HUGOL).

O autor do crime é um ex-funcionário da prefeitura, Gilberto Ferreira do Amaral, que acabou sendo morto durante o tiroteio com os seguranças do governo que acompanhavam a passeata.

Publicidade

O atentado também causou a morte de Vanilson Rodrigues, um cabo da Polícia militar que fazia a segurança de Zé Gomes durante o comício. Outros dois políticos o deputado Jovair Arantes (PTB) e o senador Wilder Morais (PP), também estavam na caminhonete com Zé Gomes, mas não foram atingidos.

A Polícia Civil investiga o crime e ainda não divulgou as motivações do atentado. Gilberto Ferreira era auxiliar de serviços gerais da Secretaria Municipal de Saúde da cidade, e usou um pistola 40mm, para atirar contra os políticos. Em breve mais informações devem ser liberadas pela PC de Itumbiara. #Investigação Criminal #Casos de polícia