O #Horário de Verão começa no dia 16 de outubro e já está dividindo os brasileiros, pois enquanto muitos gostam de poder aproveitar mais o dia, já que o sol brilha forte no céu até mais tarde, outros reclamam que ficam com sono o dia todo, a produtividade cai e há até aqueles que alegam ter a saúde comprometida. No estado da Bahia, é quase certo que não será adotado o novo horário, pois o governador, Rui Costa, já avisou que pretende manter a mesma posição que foi adotada no ano passado, de continuar com o horário normal, sem adiantar o relógio em uma hora.

Não são todos os estados brasileiros que irão adiantar o relógio em uma hora a partir do próximo dia 16 de outubro, sendo que as regiões sul e sudeste precisam aderir ao esquema para conseguir economizar energia, principalmente no horário de pico, enquanto que as regiões norte e nordeste principalmente não precisam aderir à mudança, devido à sua localização.

Publicidade
Publicidade

A Bahia é um estado que podemos considerar no "meio do caminho", ou seja, a economia gerada com o Horário de  Verão não é tão grande como em outras regiões do país.

Até o final do mês de setembro, o governador da Bahia irá anunciar a decisão final a respeito do assunto, porém já adiantou que a tendência é que o estado siga a mesma posição do ano passado, quando foi feita uma pesquisa que mostrou a maioria dos baianos contra a adoção do Horário de Verão. Levando em consideração os últimos 13 anos, somente uma vez a Bahia adotou a mudança no horário, em 2011. Nos demais anos, o estado manteve o horário normal, sem ter que adiantar o relógio em uma hora.

O Horário de Verão terá início no dia 16 de outubro e terminará em 19 de fevereiro de 2017. O novo horário será adotado em 10 estados brasileiros, nas regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e também pelo Distrito Federal.

Publicidade

Os dias nestas regiões terão uma duração maior e com isso há uma grande economia no consumo de energia.

A adoção do Horário de Verão na Bahia não gera uma economia significativa de energia, no entanto, o fato do estado ficar de fora acaba trazendo prejuízos para as comunicações entre as empresas, além de prejudicar as operações financeiras e até mesmo o turismo, pelo menos é o que alega um grupo de empresários.

Na Bahia, assim como no restante do país, as opiniões se dividem, pois há quem é a favor do Horário de Verão e também aqueles que são contra.

E você, é contra ou a favor de adiantar o relógio em uma hora? Deixe abaixo seu comentário. #Curiosidades #Comportamento