O Ministro da #Saúde, Ricardo Barros, anunciou nesta terça-feira (20), as novas metas do programa Mais Médicos, uma das principais conquistas do governo federal na saúde. Segundo o ministro, as bolsas dos profissionais que atuam no programa terão um reajuste de salário de R$ 10.570 para R$ 11.520, a partir de 2017, e informou que o contrato com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) foi renovado por mais três anos.

O governo anunciou que quer aumentar a participação de médicos brasileiros para que de forma gradativa venha substituir os cubanos que completarem os três anos de trabalho no país.  A previsão do Ministério, é que cerca de 2.000 de um total de 5.000 vagas de médicos cubanos que encerram sua participação no Mais Médicos seja destinada aos brasileiros.

Publicidade
Publicidade

A previsão do Ministério e que até abril de 2017, mais de duas mil vagas já sejam publicadas em editais a brasileiros.

Segundo o Ministério, há uma exceção para os médicos cubanos que trabalham em municípios pequenos e em distritos indígenas, regiões que não atraem os brasileiros, e também para cubanos que se casaram ou reconheceram união estável no #Brasil. Nesses casos poderá haver uma prorrogação nos contratos por mais três anos, informou o ministério.

“Há, de fato, uma grande aprovação do programa em todo o país, e agora estamos trabalhando na formação de novos médicos para que eles possam, aos poucos, ocupar as vagas. A prioridade desta gestão são os médicos brasileiros. Nossa meta nos próximos três anos é oferecer a médicos brasileiros cerca de 4 mil vagas ocupadas por médicos da cooperação”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Publicidade

O programa

O Programa Mais Médicos é um programa que visa a melhora do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Levando mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais. Além do aumento do número de profissionais o programa prevê mais investimentos para construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de criar novas vagas de graduação, e residência médica para qualificar a formação desses profissionais. O programa busca criar condições para continuar a garantir um atendimento qualificado para as pessoas que necessitam do Sistema Único de Saúde (SUS). #sistema de saúde