Um homem é suspeito de extorsão e está sendo procurar pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) do Rio. De acordo com os dados da investigação, ele convencia as vítimas a tirarem a roupa na frente da câmera. Para isso, ele tinha perfil com o nome de #Neymar. Ainda de acordo com os dados iniciais, ele tinha ajuda de outro homem. Este suspeito já está preso em Minas Gerais, desde quarta-feira (30).

Além do nome do jogador Neymar, os suspeitos usavam também perfis de outras celebridades. Depois de terem acesso aos vídeos íntimos, os homens ameaçavam divulgá-los na internet e exigiam dinheiro da vítima para que isso não acontecesse.

Publicidade
Publicidade

Para isso, eles davam os dados de uma conta bancária, dizendo sempre que se não recebessem o dinheiro iriam postar o #Vídeo em sites pornográficos e em redes sociais.

O principal suspeito, antes de começar a usar a imagem do jogador Neymar, também teve um perfil dizendo que era um fotógrafo. Nele, o homem se apresentava como representante de uma revista masculina.

De acordo com a polícia, quando tinha esse perfil, ele prometia colocar o nome da pessoa em uma lista especial para que ela entrasse no Big Brother Brasil (BBB). Para isso, cobrava R$ 600 de cada vítima. Ele dizia que tinha contatos dentro da Globo.

Convite para festa em Barcelona

Uma das vítimas, já quando ele usava o perfil falso com o nome de Neymar, foi convidada pelo suspeito para ir a uma festa em Barcelona. Depois disso, ele encaminhou a vítima para outro perfil, que apresentou como “parça” e disse que a pessoa iria ajudar a tirar os passaportes.

Publicidade

A vítima fez o depósito de R$ 350, esperou o documento chegar em casa e nada chegou.

Vítimas procuraram a delegacia

Como a tentativa de extorsão não parava, as vítimas foram para a delegacia especializada. O home foi identificado como Carlos Antônio Rodrigues e está foragido. Um advogado que o representa teria falado para a polícia que o suspeito pretende se entregar.

O computador usado era o de uma lan house, que fica na cidade de Nova Serrana, em Minas Gerais. #Crime