Após a postagem de uma foto no #Facebook, na qual a idosa Tereza Viega aparece com um cartaz nas mãos com uma mensagem de pedido de emprego, em plena Avenida Paulista, em São Paulo, a senhora de 73 anos não somente conseguiu um  trabalho como ainda vai embolsar mais de R$ 20 mil, quantia proveniente de uma campanha de crowdfunding criada em prol dela, após o compartilhamento em massa da foto nas redes sociais.

Dona Tereza, que é analfabeta, foi fotografada, na última segunda-feira, na famosa via que costuma ser o local de protestos, pelo advogado Márcio Federighi, que postou a imagem em seu perfil na rede social. Até o fechamento desta matéria, a foto contava com mais de 20 mil compartilhamentos.

Publicidade
Publicidade

Do Sul, Dona Tereza mora sozinha em uma pensão na Barra Funda

Gaúcha, Dona Tereza contou à reportagem do site da, por vezes polêmica, revista Veja que mora sozinha em um quarto de pensão na Barra Funda, bairro localizado na zona oeste da capital paulista. Mãe de seis filhos, dos quais quatro moram em outro estado, ela explicou aos repórteres da publicação que pediu para a vendedora de uma livraria que escrevesse no cartaz sua disponibilidade para trabalhar como faxineira ou passadeira por meio período, com uma diária de R$ 70. “Não peço dinheiro porque o dinheiro acaba e o serviço, não”, ela disse. O pedido rendeu ao menos um serviço para ela, que irá limpar uma casa todas as sextas-feiras.

Campanha de crowdfuding superou meta em mais de 2.000%

Ainda na segunda-feira, a tradutora e ex-colunista do Portal R7, Alessandra Siedschlag, criou uma campanha no site Vakinha com o intuito de arrecadar R$ 1.000,00 até o dia 16 de outubro, quando Dona Tereza completa 73 anos.

Publicidade

"Vamos ajudar a dona Tereza, que tem 73 anos e faz 74 no dia 16/10! Quero conseguir um dinheirinho para levar para ela no dia de seu aniversário. Vamos?", Alessandra escreveu. A meta foi superada em mais de 2.021%, e até agora as doações para a campanha já chegaram a R$ 20.206,00, com outros R$ 41 mil em boletos emitidos que estão aguardando pagamento.

Um terço dos brasileiros com mais de 60 anos ainda trabalham

De acordo com a Carta de Conjuntura 32 ,publicada na semana passada em conjunto pela Câmara Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), pelo menos 33,9% dos 619 aposentados entrevistados para o levantamento ainda exercem alguma atividade econômica, e destes, 46,9% o fazem para complementar a renda. Ainda, de acordo com o estudo, 95,7% dos aposentados ouvidos auxiliam nas contas de casa, enquanto 59,7% são responsáveis pelas mesmas. #Desemprego #Crise econômica