Enquanto o governo do presidente #Michel Temer prepara a proposta de revisão das regras da Previdência Social, o #INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) tem realizado uma operação pente-fino para enxugar despesas. Até o momento, mais de 53 mil benefícios de auxílio-doença e aposentadorias já foram cortados.

A medida faz parte de um compromisso do INSS com o Ministério do Orçamento. No pacto, firmado no início deste ano, o órgão se comprometeu a revisar 500 mil beneficiados pelo auxílio-doença e 700 mil aposentadorias por invalidez. A operação busca identificar beneficiários irregulares que não deveriam estar recebendo a verba, ou cujo prazo já se expirou.

Publicidade
Publicidade

A economia até o momento já ultrapassou a marca de R$ 900 milhões anuais.

A operação pente-fino do INSS também coloca em prática medidas de revisão do governo, que alterou o quadro de doenças antes consideradas incapacitantes. Condições como gastrite, obesidade, cisto no ovário, retardo mental leve e moderado, entre outros, não são mais consideradas, o que deve acarretar na perca de benefícios para portadores dessas condições.

O governo também têm recomendado que pessoas com condições incapacitantes realizem consultas frequentes com médicos e tenham sempre exames atualizados, provando assim sua condições e evitando a possível suspensão do benefício. #PrevidenciaSocial