O acidente horrível aconteceu no final da manhã desta terça-feira (20), na estrada de Aurá, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém. Uma jovem reconhecida como Gabriela Ferreira de Almeida, de apenas 12 anos, foi atropelada por um ônibus quando ia de bicicleta com colegas rumo à escola.

Ela estaria andando perto da calçada, quando resolveu ultrapassar outra bicicleta, e um ônibus que vinha em alta velocidade a atingiu. O corpo da jovem foi prensado entre o ônibus e o meio fio. Algumas testemunhas gravaram um vídeo em que aparecem os colegas que estavam com ela, desesperados, quando constataram que a menina estava morta.

Publicidade
Publicidade

Muitos parentes da vítima que moram perto do local tiveram que ser atendidos, pois entraram em estado de choque depois de saber de sua morte. A avó da adolescente foi encaminhada para a UPA, pois estava com a pressão muito alta, de 200 por 120 mmHg. Houve ainda uma tentativa de socorro por parte dos moradores, mas infelizmente ela não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Muito amigos incrédulos sobre o que estava acontecendo chegaram a passar mal e estavam extremamente tristes com o ocorrido. O ônibus que fazia a linha Ananindeua-Presidente Vargas passava na via por volta de sete e meia da manhã quando atingiu a garota. Ela teria sido arremessada alguns metros do local onde estava no momento do impacto.

No momento, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, porém, quando chegou para prestar os primeiros socorros a menina já não havia resistido e estava morta no local.

Publicidade

O instituto Médico Legal (IML) foi chamado para recolher o corpo, que passou por exame de necropsia, por se tratar de morte violenta. Poderá ser investigada também a responsabilidade do #Acidente, e se por acaso o motorista do ônibus cometeu algum tipo de negligência que possa ter levado à morte de uma menina tão jovem. Ele foi autuado em flagrante, e se comprovada culpa, responder criminalmente.

O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves já liberou o corpo que será agora velado por parentes e amigos, que parecem ainda não acreditar no que aconteceu. O ônibus, que ficou parado na via pública, foi apedrejado por moradores locais que culpavam o motorista pelo trágico acidente. Contudo, segundo o depoimento do motorista do veículo, ele estava somente a 30km/h e de terceira marcha, e que devido ao movimento da estrada pela manhã, é impossível que estivesse correndo. De acordo com ele, tudo se tratou, infelizmente, de um trágico acidente. Outras investigações deverão ser conduzidas em breve. #Investigação Criminal