O crime aconteceu nesta quinta-feira (15), no bairro Ulisses Guimarães na Zona Leste de Porto Velho em Rondônia. Uma mulher de 37 anos entrou na frente de uma arma apontada para o filho para que o mesmo não fosse alvejado.

De acordo com as investigações da polícia, o principal suspeito é um adolescente de 17 anos que foi preso no local do #Crime. Segundo disseram os PM’s o jovem queria matar o filho da vítima, com idade não informada, pois achava que ele teria sido o responsável por roubar uma bicicleta sua. A mãe que estava presente no local do ataque entrou em desespero e se ‘jogou’ na frente da arma e do atirador para defender o filho.

Publicidade
Publicidade

Ela acabou sendo atingida por dois disparos sendo um deles na cabeça e se encontra em estado bastante grave.

O adolescente detido confessou o crime e explicou suas motivações, que segundo os policiais, são motivos torpes. Para os investigadores, o roubo de uma bicicleta uma justificativa tão banal acabou sendo o motivo para um crime hediondo. Segundo os policiais a cena encontrada no Bairro Ulisses Guimarães foi perturbadora, a população que estava no local presenciou o crime e se aglomerou em volta da mulher baleada que precisava de ajuda, pois perdia muito sangue.

Algumas pessoas enrolaram um lençol na cabeça da vítima na tentativa de estancar o sangramento. O filho estava ao lado da mãe desesperado. Na tentativa de identificar o criminoso, os policiais pediram ajuda aos moradores que indicaram a casa onde morava o suspeito que se encontrava na residência e confessou ter cometido o crime.

Publicidade

De acordo com o suspeito ele iria disparar no filho da vítima, mas como a mulher entrou na frente os tiros acabaram acertando ela.

A população local estava chocada com o ocorrido, e pediu socorro tão logo presenciou a cena grotesca. A arma usada no delito teria sido jogada em um terreno abandonado perto da região e não tinha sido encontrada até a noite desta quinta-feira (15). A mulher em estado grave foi atendida no pronto-socorro do Hospital João Paulo II, que não emitiu nota sobre seu estado de saúde.

O suspeito foi levado para a Central de Flagrantes em Porto Velho, e ficará a disposição da justiça, no entanto, como é menor de idade provavelmente responderá em liberdade. #Casos de polícia