Um crime absurdo que poderia ter terminado em tragédia aconteceu nesta sexta-feira (16), em Belo Horizonte, capital mineira. De acordo com o portal de notícias online G1, uma mulher de 55 anos esfaqueou duas crianças no interior de uma creche. Saibam mais aqui.

Mulher dá facadas em crianças dentro de uma creche

O #Crime aconteceu nesta sexta-feira, em uma creche localizada no bairro Santa Mônica, que fica na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Segundo informações dadas pela Polícia Militar, a mulher foi presa depois de esfaquear um menino de apenas dois anos e sua irmã de quatro anos.

A PM informou que a mulher que atacou as crianças com a faca, é mãe da dona da creche.

Publicidade
Publicidade

A #Investigação Criminal continua, já que a motivação do crime é desconhecida.

Felizmente as crianças foram feridas superficialmente pela mulher

Ainda de acordo com a Polícia Militar, as duas crianças foram feridas de maneira superficial. Os irmãos foram socorridos e encaminhados para o Hospital Risoleta Neves, que também fica localizado na Região de Venda Nova. 

Segundo a assessoria de imprensa do Hospital Risoleta Neves, as crianças passaram por vários exames e estão estabilizadas e não correm risco de morte. 

Uma criança que estava na creche saiu para a rua e pediu socorro

Uma vizinha que não quis se identificar, disse que uma das crianças que estavam sob os cuidados da creche, saiu na para a rua desesperado, chorando e pedindo socorro. "Na hora que ele chegou perto dos meninos da loja de baixo é que ele falou que alguém estava enfiando a faca na criança”, afirma.

Publicidade

Ainda segundo a testemunha ela e algumas pessoas tentaram entrar na creche para ajudar, mas foram impedidos por alguns funcionários. De acordo com a mulher uma das funcionárias disse para ela e os demais, que estavam resolvendo um probleminha, com uma criança que havia se ferido.

Um dos funcionários da creche parou um carro da polícia que passava na rua. Os policiais entraram na creche e socorreram as duas crianças que estavam ensanguentadas, afirmou a vizinha do imóvel onde as crianças foram atacadas. #Casos de polícia