O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, do PMDB, envolveu-se em uma polêmica viral na internet. Um vídeo em que ele aparece dizendo à uma moradora do Morro da Babilônia para "trepar muito" indignou muitas pessoas. A frase foi dita durante a entrega de um móvel na região. O vídeo não foi gravado agora, mas sim no ano passado, mas somente recentemente, já na briga pela campanha eleitora à prefeitura da cidade que recebeu os jogos olímpicos de 2016. De acordo com informações do jornal Extra em matéria publicada nesta quarta-feira, 31, a mulher, identificada com Rita de Cássia, não quer mais mais sair de casa. Ela estaria com vergonha dos vizinhos, que não param de fazer piadas sobre o assunto. 

Não é para menos.

Publicidade
Publicidade

No vídeo que viralizou, #Eduardo Paes chega a dizer que a mulher, que é casada e tem filhos, daria fichas para que vários rapazes fossem visitá-la. Ela, no momento das piadas, acabou não percebendo as piadas. De acordo com o advogado de Rita, ela estava empolgada demais para receber o apartamento. O jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, contou que a assessoria do prefeito tenta negociar um encontro entre os dois. O objetivo seria convencer Rita a dizer que perdoou Paes. No entanto, a moradora da região carente não teria aceito essa questão.

Ela deve entrar com um processo por todo o dano causado contra o peemedebista. O advogado da manicure diz que ainda analisa como a ação seria pensada. O prefeito acabou ficando com uma imagem bem ruim depois do episódio. O dinheiro perdido, nesse caso, em um possível processo, é o de menos.

Publicidade

O candidato do prefeito do #PMDB, por exemplo, Pedro Paulo, já tem problemas no currículo justamente por conta de uma mulher. Ele chegou a confessar que teve brigas familiares com a ex-esposa. Ela o denunciou por agressão, mas depois retirou a queixa. 

Pedro Paulo está sofrendo na campanha por conta desse episódio e ameaça até ir à justiça, caso os adversários insistam em relembrar essa história que ele tanto tenta fazer ser esquecida.