Um crime terrível chocou os moradores do Jardim Ouro Verde, um bairro de classe média em São José do Rio Preto (SP). Neste último domingo (25), Hugo Imaizumi, de 41 anos, matou os dois filhos, de 3 e 4 anos, e em seguida tentou cometer suicídio na casa onde morava com a família. O homem, que é zootecnista e doutor em Ciência Animal pela Universidade de São Paulo (USP), ceifou a vida dos próprios filhos em um ato de desequilíbrio emocional. Ele foi encontrado no quarto dos filhos, que estavam deitados na cama, ambos com lesões perfuro-cortantes na região cervical. O homem tentou se matar, porém conseguiu ser socorrido pelo serviço de urgência e está internado.

Publicidade
Publicidade

Junto dos três, foi encontrada uma carta onde ele explica a motivação dos crimes. No relato escrito a próprio punho, Hugo disse que havia descoberto uma traição da mulher, e que não suportaria que os filhos vivessem para saber disso. Os policiais fizeram uma busca no quarto das crianças a procura de outros vestígios.

Na carta, ele se despede da mulher, e mostra-se extremamente decepcionado com a traição. Ele dá adeus também aos familiares e diz que o motivo teria sido as ações da esposa. Em depoimento, a mulher alegou que o casamento estava praticamente acabado devido a diversos conflitos recentes. Para o delegado que investiga o caso, ele claramente queria se vingar da mulher tirando a vida dos próprios filhos. Hugo está internado na UTI do Hospital de Base (HB) de Rio Preto e não corre risco de morte.

Publicidade

Ele foi preso em flagrante, e, assim que receber alta hospitalar, será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória. (CDP). Deverá ser julgado pelos crimes de duplo homicídio qualificado, por motivo torpe e poderá ficar até trinta anos na prisão.

Foi a mãe dos meninos que encontrou as duas crianças e o marido no quarto que estava trancado. Segundo depoimento da mesma, ela acordou de madrugada e não viu o marido ao seu lado na cama. Foi então para o quarto das crianças, que estava trancado, dirigiu-se até a janela, quando viu os dois meninos deitados e com feridas no pescoço, além do companheiro desacordado. Ela correu para uma Unidade Básica de Saúde, que fica próxima da residência, e pediu por ajuda. O homem conseguiu ser socorrido a tempo, mas os garotos infelizmente já estavam mortos. Eles foram enterrados neste domingo. A família está consternada e pede por justiça. #Crime #Investigação Criminal