A notícia de que a Polícia Militar de São Paulo estaria sendo denunciada na ONU, levou os brasileiros às redes sociais para comemorarem. No Twitter, um dos assuntos mais comentados nesta manhã de terça-feira (20) é "PM de São Paulo" e as mensagens mostram que as pessoas estão cansadas os abusos cometidos pela entidade. Na segunda-feira (19), a "Conectas" fez seu pronunciamento nas Nações Unidas, em Genebra, diante do Conselho de Direitos Humanos e solicitou que sejam cobradas explicações das autoridades brasileiras sobre os abusos que estão sendo cometidos pela PM/SP.

Os ativistas fizeram questão de ressaltar o grande número de casos em que acontece a criminalização do direito de protesto aqui em nosso país e fez questão de citar também as muitas vítimas da #Violência da Polícia Militar de São Paulo, como é o caso da jovem Deborah, de apenas 19 anos, que perdeu a visão do olho esquerdo ao ser atingida por um estilhaço de bomba lançada por policiais.

Publicidade
Publicidade

Assim como Deborah, há várias outras vítimas da violência desenfreada dos policiais militares.

A ONG informou que o país está passando por um momento político bastante conturbado, principalmente depois que Dilma Rousseff foi afastada definitivamente da presidência do Brasil e que as ruas do país se tornaram espaços para manifestações daqueles que discordam do impeachment da petista e a posse de Michel Temer. Os protestos levam às ruas, brasileiros que pedem novas eleições diretas, para que não haja um "retrocesso em matéria de direitos humanos".

Ainda de acordo com a ONG que denunciou a PM de São Paulo à ONU, o Estado brasileiro vem utilizando as forças de segurança para reprimir com extrema violência as manifestações que acontecem de forma pacífica.

No estado de São Paulo, onde as manifestações veem acontecendo com maior intensidade, o governador Geraldo Alckmin estaria usando de grande truculência para afastar os manifestantes das ruas e assim, vários estão sendo feridos sem qualquer justificativa, já que os protestos não visam a invasão de órgãos públicos, ou a destruição de bens particulares.

Publicidade

Recentemente, a ONU elegeu os novos membros do "Conselho de Direitos Humanos" e eles já estão sendo cobrados para que tomem uma posição firma a respeito do que vem acontecendo aqui no Brasil.

Mas nem todos concordam com a denúncia contra a PM de São Paulo, e você?

#Polêmica #Casos de polícia