Dois criminosos deram azar ao escolherem sua vítima de assalto, no início da manhã desta quinta-feira, 15, no Rio de Janeiro. Sem saber, eles abordaram um policial militar e levaram a pior. O agente reagiu. Um suspeito morreu e outro foi preso.

O #Crime aconteceu na região de Todos os Santos, na Zona Norte do Rio. A dupla tentou assaltar o policial com uma arma falsa. Segundo o 3º BPM, localizado no Méier, a ocorrência se deu na esquina das ruas Getúlio e Salvador Pires. O comando do Batalhão da Polícia Militar isolou a área e chamou a Divisão de Homicídios (DH) da capital logo após o evento, registrado no 23ª Distrito Policial do Méier.

Publicidade
Publicidade

O comandante do 3º BPM disse que o órgão tem verificado um aumento no número roubos com o uso de simulacros de arma de fogo. Os simulacros são  imitações bastante semelhantes às armas originais, tanto é assim que, em grande parte dos casos, os assaltantes conseguem êxito nos seus objetivos.

Para o comando, é fundamental que a fiscalização e combate à venda de simulacros sejam intensificados. Outra demanda apresentada pelas autoridades é a mudança na legislação de modo a obrigar que os simulacros de armas de fogo sejam identificados por meio de uma cor específica.

Imagens da cena onde ocorreu a tentativa de assalto mostram o PM contendo um dos criminosos, que está algemado, enquanto o outro suspeito, morto, está caído a alguns metros dali.

Outros casos

Um caso parecido com este que ocorreu nesta quinta-feira, no Rio, foi registrado em Fortaleza (CE).

Publicidade

Um policial federal reagiu a uma tentativa de assalto que culminou na morte de um suspeito.

O assaltante também portava um simulacro de arma de fogo. A ocorrência foi registrada no dia 4 de junho deste ano, na região conhecida como Cocó.

Conforme relatou na época o coronel Francisco Souto, titular do Comando de Policiamento da Capital (CPC), o homem não sabia que sua vítima era um agente federal ao apontar para ele uma arma de brinquedo.  Atingido pelos disparos, o assaltante morreu na hora e o simulacro foi apreendido. #Casos de polícia