A polícia do Rio de Janeiro está realizando uma força tarefa para capturar um homem acusado de estuprar e agredir uma mulher grávida na cidade de Rio das Ostras, localizada no Norte Fluminense.

De acordo com o portal de notícias online do jornal Extra, Lucas Sanches Rosa, de 19 anos, entrou para a lista do Portal dos Procurados que lançou um cartaz onde é oferecido R$1 mil reais por informações que levem ao paradeiro deste indivíduo.

Estuprou e agrediu uma mulher grávida

O estupro aconteceu no princípio de julho deste ano. Segundo as informações fornecidas pela polícia, a jovem grávida de 3 meses, foi rendida por Lucas enquanto caminhava pela rua João Viana, na cidade de Rio das Ostras, RJ. 

Ele a obrigou a subir na garupa de sua bicicleta e seguiu com a mulher até um viaduto, onde debaixo da estrutura ele a estuprou e a agrediu com uma pedra.

Publicidade
Publicidade

A vítima relatou que mesmo lutando para fugir do seu algoz, ela foi dominada e violentada.

Depois de ter a agredido e de ter a violentado sexualmente, ele ainda a obrigou a mostrar onde a vítima morava. Ao chegar na casa da vítima ele se passou por amigo dela para entrar na residência e depois ameaçou a mãe e a irmã da jovem grávida, para que não procurassem a polícia.

A 128ª DP de Rio das Ostras, conseguiu comprovar a autoria do #Crime, depois de análises das provas colhidas durante as investigações.

Prisão

No início de agosto, Lucas chegou a ser preso, ele estava em casa também localizada na cidade de Rio das Ostras. A polícia Civil conseguiu captura-lo depois de expedido um mandato de prisão temporária.

Entretanto, por causa da demora em se conseguir o mandato de prisão preventiva, quando a mesma foi expedida, ele já havia sido liberado da prisão.

Publicidade

Lucas é considerado foragido da justiça.

Polícia quer informações sobre o paradeiro de estuprador

O Portal dos Procurados oferece uma recompensa para quem der informações sobre o paradeiro deste bandido. Caso você tenha informações que possam ajudar na captura de Lucas, entre em contado através dos seguintes meios de comunicação: WhatsApp ou Telegram: (21) 96802-1650; mensagem no Facebook dos Procurados: facebook.com/procurados.org; pelo Disque-Denúncia: (21) 2253-1177. O anonimato é garantido #Investigação Criminal #Casos de polícia