Ai amor. A primeira-dama do Brasil, Marcela Temer, também aos poucos vai assumindo o posto e mostra orgulho do maridão, o presidente Michel Temer, do #PMDB. De acordo com uma reportagem do jornal 'Folha de São Paulo' publicada neste sábado, 03, a esposa do digníssimo chefe de poder do país terá uma espécie de "emprego" no governo. Ela não deve receber nada para isso, mas vai ter um orçamento milionário e até um gabinete. Não é pouca coisa para a mulher que se formou em direito, mas que não conquistou ainda a carteirinha da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Marcela agora fará seus despachos do terceiro andar do Palácio do Planalto. O escritório é bem perto do de Temer.

Publicidade
Publicidade

Tudo é claro para facilitar a aproximação dos dois. 

"Bela, recatada e do lar", Marcela vive um sonho, quase de Cinderela. Até então, sua maior aparição na mídia tinha sido há cerca de seis anos, quando com uma trança nos cabelos, ela apareceu na posse da ex-presidente Dilma Rousseff. A beleza estonteante dela e a diferença gritante de idade com Michel viraram alvos de comentários. O relacionamento, felizmente, vem rendendo e gerou frutos, Michelzinho, de sete anos, que no último aniversário ganhou um andar inteiro de um prédio na Avenida Paulista, em São Paulo. O presidente já tinha dado presentes parecidos para outros filhos. É uma forma de distribuir as riquezas em vida e facilitar também a relação com a Receita Federal. 

Segundo a Folha de São Paulo, a função de Marcela será de "embaixadora" do programa social 'Criança Feliz', que fará parte do 'Bolsa Família' e deve atender dez cidades no ano que vem, ainda como fase de teste.

Publicidade

O programa levará agentes de saúde para as casas de famílias que tenham crianças entre zero e quatro anos. O objetivo é melhorar as condições de saúde na 'Primeira-Infância', um dos períodos mais complicados da vida dos humanos, quando ocorrem muitos acidentes e doenças. O orçamento para o ano que vem para o projeto é de R$ 285 milhões, R$ 15 milhões a menos do que chegou a ser anunciado informalmente.  #Michel Temer