Caiu na internet um vídeo no qual uma professora aparece chamando um de seus alunos de macaco. Nas imagens a professora discute com um aluno negro e demonstrando todo seu despreparo emocional ela o chama em alto e bom som de macaco.

De acordo com o portal de notícias online do jornal Exra, as imagens foram gravadas no Instituto de #Educação Clélia Nanci, que fica na cidade de São Gonçalo, localizada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Saibam mais aqui.

Aluno negro é chamado de macaco por professora

Segundo as informações da Polícia Militar, o caso aconteceu na última segunda-feira(19), toda a discussão foi gravada entre a professora e o jovem, por outro aluno.

Publicidade
Publicidade

A professora foi identificada como Nádia Restum e foi afastada da instituição de Educação nesta quarta-feira (21). A mãe do jovem registrou queixa de injúria racial na polícia.

Saibam como aconteceu a injúria racial

De acordo com a mãe do aluno, ele e os colegas juntaram as mesas da sala de aula para jogar pingue-pongue, segundo ela uma prática normal dos alunos. 

Neste momento a professora entrou em sala de aula aos gritos, relatou Ana Silva, mãe do estudante que está cursando o 6º ano. Foi então que o aluno questionou a professora porque ela estava gritando.

A professora respondeu ao aluno, perguntando quem era ele para questiona-la e seguiu com as agressões verbais. Ela disse para o aluno: “antes de olhar para mim, olhe para o seu rabo, macaco”.

Professora foi afastada

Assim que a mãe do jovem que sofreu a ofensa racial, recebeu o vídeo com as imagens ela acionou a Polícia Militar. Os policiais orientaram Ana Silva a registrar a ocorrência em uma delegacia.

Publicidade

A professora não foi presa.

A mãe procurou a direção do Instituto de Educação no mesmo dia, quando confrontou a professora na frente dos diretores. 

A princípio a professora negou as acusações, mas foi desmentida com o vídeo que a mãe do aluno tinha em mãos. De acordo com Ana Silva, a professora pediu desculpas e disse que estava muito nervosa.

Porém a mãe do jovem disse que este tipo de atitude não tem perdão, até mesmo porque durante a discussão da professora com o aluno ela chegou a dizer que o mataria. Desabafou Ana Silva.

A secretária Estadual de Educação do Rio de Janeiro, afastou a professora e deixou claro que não compactua com qualquer tipo de discriminação.

Assista o vídeo aqui:

#Crime #Racismo