Infelizmente mais um ato de extrema violência praticado supostamente por policiais, ganham as manchetes de todo Brasil. Desta vez o ato covarde e desumano aconteceu na cidade de Rio Branco, capital do Acre.

Segundo familiares de um adolescente de 17 anos, policiais invadiram a casa onde ele dormia e o levaram para uma delegacia onde ele foi torturado e estuprado com uma barra de ferro.

De acordo com o portal de notícias R7, o caso aconteceu na madrugada da segunda-feira (5). Além de levarem o jovem, os supostos policiais, também são acusados de roubo. Segundo a madrasta do rapaz, eles também levaram uma TV e R$900 em dinheiro.

Publicidade
Publicidade

Policiais invadiram a casa onde o rapaz estava

Segundo a mãe do rapaz, identificado como, C. A. O. J. de 17 anos, o filho é perseguido por policiais civis, por ser filho de um traficante que já está preso.

Em entrevista dada a emissora Rede Record, a mãe do menor de idade, afirmou que foi avisada pela madrasta do rapaz, que a polícia havia invadido sua casa, espancado o jovem e o levado embora a força do local.

Uma vizinha da casa de onde o jovem foi levado, afirmou que homens encapuzados, passaram pelo seu quintal para ter acesso ao barraco onde o jovem estava.

A casa da madrasta do adolescente fica localizada no Beco Morada do Sol, no bairro Jardim Eldorado. A vizinha contou que o homens entraram na casa do jovem e remexeram em tudo, a madrasta teve que ficar deitada no chão e que não pode ajudar pois eles se diziam policiais.

Publicidade

Rapaz que foi torturado e estuprado teve que passar por cirurgia

Ainda de acordo com as informações dadas pelo rapaz a sua família, ele foi levado para uma delegacia, supostamente trata-se da DIC - Delegacia de #Investigação Criminal.

Chegando lá ele recusou a fornecer para os policiais a senha de seu celular. Foi então que começou a sessão de tortura e dentro de uma cela da delegacia ele foi estuprado com uma barra de ferro pelos policiais.

Após a sessão de tortura e do estupro, muito ferido o jovem foi abandonado em uma rua da cidade e socorrido por populares. Ele conseguiu um celular emprestado e entrou em contato com a sua família. 

O jovem foi levado para um hospital da região onde foram constatadas várias lesões. O jovem teve que ser submetido a uma cirurgia de emergência. 

O portal de notícias online do jornal AC 24 Horas, informou que o rapaz teve hemorragia interna no intestino, provocada pelo estupro.

Por causa da violência sofrida o rapaz foi submetido a uma laparotomia que constatou lesão em reto baixo e lesão peritoneal em fundo de saco.

Publicidade

Devido a gravidade das lesões, o jovem terá que usar uma bolsa de colostomia por tempo indeterminado e ainda passará por novas cirurgias. Ele teve alta no ultimo sábado (10).

Justiça

A família do jovem procurou a promotoria de Especializada de Controle Externo da Atividade Policial e Fiscalização de Presídios e à Coordenadoria dos Direitos Humanos, nesta quarta-feira (14), quando denunciou o caso.

Já na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), eles entraram com uma queixa crime contra o estado por lesão corporal grave e estupro.

O que se espera é que a justiça seja feita e que os culpados sejam exemplarmente punidos. #Violência Policial #Casos de polícia