Os moradores e comerciantes do bairro Vila Redenção, em Goiânia, acordam com uma cena terrível logo pela manhã nesta terça-feira (27). Uma senhora de idade identificada como Maura Carlos da Silva, de 69 anos, caminhava pela Avenida Gonzaga Jaime, por volta das 6h da manhã, quando foi abordada por um assaltante. Ela estava indo para uma novena em uma igreja da região. O homem teria anunciado o assalto e tentado levar a bolsa da aposentada que se recusava a entregar. As câmeras de segurança do comercio local gravaram o momento do #Crime chocante. Nas imagens é possível ver, que a senhora se recusa a entregar a bolsa e inicia uma luta corporal com o bandido, e os dois acabam caindo no chão.

Publicidade
Publicidade

O assaltante portava consigo uma faca que foi usada para golpear a mulher até que ela soltasse a bolsa. Ele fugiu imediatamente portando o objeto, e deixando a idosa praticamente já sem vida.

A bolsa de Maura foi achada cerca de 3h depois nas proximidades do Jardim Botânico, junto a um grupo de usuários de drogas. Uma equipe do Grupo de Rádio Patrulha Aérea da PM realizou buscas durante toda manhã desta segunda-feira, a procura do suspeito, que estaria ainda na região. Supostamente o bandido, identificado nas imagens, convivia com essas pessoas, e seria também um viciado em drogas pesadas. Dentro da bolsa foi encontrada somente uma garrafa de água, velas e dinheiro suficiente apenas para a passagem de ônibus. O grupo que estava com posse da bolsa foi detido, ao todo quatro pessoas foram presas suspeitas de estarem envolvidas nesse e em vários roubos da região.

Publicidade

Segundo relatou um policial, o suspeito e o grupo conviviam juntos, e cometiam delitos para comprar e suprir a necessidade da droga.

Os familiares chegaram ao local ainda pela manhã, e estavam desesperados com o ocorrido. A filha da vítima teve que ser amparada, e parecia não acreditar ao ver o corpo da mãe estendido no chão da via. Uma amiga da vítima, disse que a idosa participava toda terça-feira da novena, e que o que aconteceu com ela é injusto e trouxe um sentimento de impotência diante da violência. Os moradores e trabalhadores da região também reclamaram da insegurança e da falta de patrulhamento da polícia, dizem que os roubos na região são frequentes e que o clima de violência é constante. O crime agora vai ser investigado, e o acusado continua sendo procurado.

#Investigação Criminal