O crime aconteceu na última sexta-feira, 14 de outubro, na cidade de Vilhena no estado de Rondônia. Uma adolescente de 13 anos, acompanhada de uma amiga, foi assaltada e teve seu celular levado. Após o assalto a adolescente reconheceu o suspeito através de sua rede social. Eles eram “amigos” virtuais, inclusive o suspeito havia comentado a foto da vítima há apenas três dias, contou a garota.

Segundo a adolescente, que contou ao site de notícias do G1, o #Crime aconteceu por volta das 21h, quando ela e uma amiga da mesma idade, foram para um churrasco da família. A festa acontecia na casa de um parente da adolescente, a poucos quarteirões de sua casa.

Publicidade
Publicidade

As duas foram a pé, no caminho encontraram um grupo de garotos que conversavam na rua. O celular da adolescente tocou, e ela acabou atendendo, mostrando seu aparelho. As garotas seguiram em direção à festa. Quando dobraram a esquina da rua, foram abordadas por dois garotos de bicicleta, que pediram os celulares das meninas.

A vítima relatou que os dois jovens aparentavam ser menores de idade. Um deles que estava em posse de uma faca ainda a ameaçou de morte. A amiga da adolescente estava com o celular escondido na calça e conseguiu despistar os menores infratores, mas com ela, eles já afirmaram saber que tinha o celular e exigiram que entregasse.

Após o assalto, a vítima disse que achou o rosto de um dos suspeitos familiar. Ficou tentando lembrar-se de onde havia o conhecido. Até que lembrou, que um dos garotos havia comentado uma foto dela, em seu Facebook, há apenas três dias.

Publicidade

O suspeito havia comentado a foto, chamando a adolescente de gata, e ela logo em seguida teria agradecido o elogio.

A vítima disse que acredita que o garota havia reconhecido ela também, pois a olhou fixamente nos olhos. Ela disse que não o conhecia pessoalmente, que apenas eram amigos virtuais. O caso foi denunciado à polícia, que em posse da foto do suspeito foi até o local onde os garotos estavam reunidos, e interrogou um dos rapazes que estava lá. O rapaz disse conhecer o suspeito, inclusive afirmou que ele e o outro menor, contaram aos colegas sobre o assalto. Porém ao ser questionado onde o suspeito morava, afirmou não saber onde o garoto residia.

A ocorrência foi registrada na 1ª Delegacia de Polícia Civil, que realizou várias buscas pela região, e ainda não conseguiu encontrar o suspeito. A delegacia vai continuar as investigações, para localizar o mais rápido possível os suspeitos do crime. A vítima disse que entrou em contato com suspeito pelo Facebook, para descobrir onde ele mora, mas ele ainda não respondeu suas mensagens. A mãe da adolescente disse que alertou a filha para ter mais cuidado com quem ela faz amizades na internet. #Investigação Criminal