No último domingo (16), o menino Gustavo Riveiros Detter, de 13 anos, morreu após se enforcar na casa do pai em São Vicente no litoral Paulista.

O suicídio aconteceu após um jogo online em que o jovem foi desafiado e acabou perdendo a partida. Ao que tudo indica o ocorrido teve relação com o game em que o menino brincava com amigos, ele teria se enforcado em frente à câmera do computador.

Ele foi encontrado enrolado com uma corda no pescoço a mesma que amparava um saco de boxe no teto do quarto do estudante, que cometeu suicídio minutos depois de haver se desconectado do jogo. A família da vítima que ainda tenta entender a ação do menino correlaciona a morte com a brincadeira online.

Publicidade
Publicidade

Ele estaria jogando com outros três colegas quando o enforcamento aconteceu. Estão todos bastante chocados e alertam para o perigo dos desafios online.

As imagens do suicídio teriam sido acompanhadas em tempo real pelos outros companheiros, que usavam a webcam para poder se comunicarem durante a partida. Como demonstrado no chat e em conversas do aplicativo de jogos retiradas do computador do garoto, um desafio teria sido lançado para que ele se matasse.

De acordo com as informações do computador, que serão repassadas à polícia que investiga o caso, essa não seria a primeira vez que o estudante participava da brincadeira perigosa. Nas conversas, um dos outros jogadores menciona que Gustavo poderia ter ido se enforcar mais uma vez.

Não se sabe se o enforcamento foi resultado de uma brincadeira mal sucedida do menino, ou se ele realmente teria sido induzido a cometer suicídio como uma espécie de ‘pena’ por ter perdido no jogo.

Publicidade

Ao perceberem que o estudante realmente estava desacordado os outros envolvidos assustados, pediram a uma prima dele, que também jogava no quarto ao lado, que verificasse se Gustavo estava bem. Ao chegar ao local a menina se deparou com ele já desfalecido, e correu para pedir ajuda aos tios. Os familiares correram para retirar o menino e tentar reanimá-lo. Por volta de 23h do sábado (15) o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamado e Gustavo foi levado para o Hospital Municipal de São Vicente ainda com vida. O menino ainda foi transferido ao Hospital Ana Costa, na manhã do último domingo, mas morreu poucas horas depois.

O caso foi registrado no 7º DP de Santos, e será investigado pela delegacia de São Vicente. Segundo o boletim de ocorrência registrado por um tio de Gustavo, a família realmente acredita que ele tenha sido induzido pelos colegas. O jogo perigoso se chama Choking Game, ou ‘jogo do desmaio’, que consiste em uma simulação de suicídio, pratica que pode ser perigosa e levar à morte como no caso de Gustavo.

Publicidade

O objetivo da brincadeira seria diminuir o aporte de oxigênio do cérebro de modo a levar a perda de consciência por alguns minutos. Nesse ‘jogo da morte’, pode ocorrer parada cardíaca, e sequelas graves devido à falta de oxigenação cerebral. A família do estudante alerta os pais sobre os perigos da brincadeira, e pede por justiça através das investigações do caso. #Investigação Criminal