Acusada e condenada por matar os próprios país, a presa mais conhecida do país, Suzane von Richthofen saiu temporariamente da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé, no estado de São Paulo, nesta terça-feira, 11, para passar o feriado de Nossa Senhora Aparecida. A data, também conhecida por ser o 'Dia das Crianças' terá sabor especial para Suzane, que terá como principal presente, a liberdade. Não é a primeira vez que a presidiária recebe este tipo de benefício, que é estabelecido pela lei penal brasileira. Além dela, outras quarenta mulheres também receberam a oportunidade de passar um tempo fora das grades. 

Dessa vez, a famosa presidiária ficará quase uma semana em liberdade, voltando apenas no dia 17 desse mês.

Publicidade
Publicidade

Esse tipo de benefício apenas é dado para os presos de bom comportamento, que tenham cumprido mais de um sexto da sua penalidade. De acordo com informações do portal de notícias UOL, com o 'Dia das Crianças', Suzane terá a sua quarta saída de Tremembé apenas neste ano. Todas elas costumam demorar alguns dias. 

Todas as saídas de Suzana da cadeia repercutiram muito. A maior delas, no entanto, aconteceu quando ela saiu para festejar o dia dos pais e das mães. A polêmica girou em torno do fato da loira não ter mais essas pessoas em sua vida por ter estudado uma forma de assassiná-las. De família rica, a garota da alta sociedade matou seus parentes com o intuito de ficar com o dinheiro deles. O que ela talvez não esperasse é que o crime ganhasse repercussão nacional e a investigação acabasse indo contra ela. 

Inicialmente, a presa negou que fosse ela a autora do #Crime, mas o 'Fantástico' acabou gravando uma conversa dela com o advogado, na qual era a orientava a mentir nas entrevistas.

Publicidade

Depois que o 'Show da vida' mostrou o conteúdo, o jeito foi a defesa tentar usar outros argumentos. 

Na saída para os 'Dias das Mães', Suzane virou notícia em todo o país por não estar no endereço indicado à justiça. A família teria dado um endereço antigo para a polícia.  #Investigação Criminal