O horário de verão começou à meia-noite deste domingo (16) e o relógio foi adiantado em uma hora. Como acontece todos os anos, muita gente reclama que acorda com sono, alguns tem dor de cabeça, outros relatam fadiga, há quem sinta sonolência por todo o dia, entre outras queixas comuns nesta época do ano. Se você também está com algum sintoma assim, saiba que um estudo realizado aqui no Brasil mostrou que nosso corpo precisa pelo menos de 14 adias até que consiga se sentir totalmente adaptado ao novo horário. Saiba então que, durante os próximos dias, será natural você sentir sono fragmentado, apresentar falta de atenção, entre outros.

Até o dia 19 de fevereiro de 2017 teremos que conviver com o #Horário de Verão e a boa notícia é que em breve nosso organismo já estará completamente adaptado à nova rotina, mas até lá, é bom tomar cuidado e respeitar seus limites, pois algumas pessoas se adaptam rapidamente, enquanto outras levam mais tempo.

Publicidade
Publicidade

O relógio foi adiantado em 1 hora no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Espírito Santo e também no Distrito Federal. A meta do governo é conseguir uma economia de R$ 147,5 milhões, conforme foi informado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico.

O horário de verão começou bem antes do que imaginamos, pois no século 18, Benjamin Franklin já defendia o adiantamento de 1 hora para conseguir uma maior economia de vela e também de querosene. Entretanto, aqui no Brasil, só em 1930 foi adotada tal prática, sendo que na década de 70 começaram os debates a respeito do impacto que o novo horário tem sob a saúde dos brasileiros.

As pessoas estarão acordando mais cedo, o que acaba resultando em várias modificações fisiológicas no corpo, por exemplo, a temperatura do organismo precisa subir antes do horário previsto.

Publicidade

É normal ter déficits de atenção, fadiga, encontrar dificuldade para dormir nas primeiras noites do novo horário, falta de apetite, etc.

Quem se preveniu, por exemplo, acordando 15 minutos mais cedo nos últimos dias, sentirá menos desconforto no horário de verão. Quem não tentou se adaptar aos poucos, sentirá uma mudança brusca, então é bom procurar dormir ao menos uma hora neste domingo, para tentar repor o sono perdido e nos próximos dias, procure ao menos tirar um cochilo durante o dia, mesmo que seja breve, pois vai ajudar seu corpo a se adaptar à nova rotina. #Curiosidades #Comportamento