Uma tragédia aconteceu neste domingo, 16, no Templo de Salomão, considerada a casa oficial da Igreja Universal do Reino de Deus. De acordo com informações do site da Revista Veja, em reportagem publicada nesta segunda-feira, 17, duas mulheres acabaram falecendo e outras cinco pessoas ficaram feriadas após um atropelamento na área do estacionamento da entidade. O templo fica localizado em um bairro nobre do estado de São Paulo. Quem dirigia o veículo era uma mulher, que não teve o nome identificado. Ela manobrava no subsolo do prédio um carro de luxo, semiautomático, quando este perdeu o controle e atropelou várias pessoas. O veículo descontrolado assustou uma pequena multidão.  

O incidente aconteceu no que é hoje a maior igreja do país.

Publicidade
Publicidade

Após a tragédia, a motorista foi encaminhada para uma delegacia da região. Ela responderá agora pelo chamado homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O mesmo vale para as lesões corporais provocadas nas vítimas que se machucaram. Não foi informado o estado de saúde dessas pessoas. A assessoria da polícia militar de São Paulo, em contato com o site da revista Veja, informou que as duas pessoas que morreram chegaram a ser socorridas e foram encaminhadas para uma unidade de saúde da Zona Oeste, o Hospital das Clínicas. 

Já os feridos estão distribuídos em outros hospitais, dispostos na Zona Leste e na Zona Sul da maior cidade do Brasil, como os hospitais do Tatuapé, Vila Alpina e Ipiranga. A Igreja Universal do Reino de Deus informou, por meio de nota, que a motorista que acabou assassinando as duas mulheres, havia chegado para assistir a um dos cultos do templo, cujo bispo principal é Edir Macedo, também dono da TV Record.

Publicidade

 Ela, já no estacionamento, com um carro moderno, acabou não sabendo lidar muito bem com este, perdendo o controle. No comunicado enviado à Veja, a igreja Universal informou que fez tudo o que podia em relação as vítimas. No texto, ela diz que “prestou socorro e acionou apoio médico de emergência aos acidentados”. #Crime #Investigação Criminal