Um vídeo publicado na internet está provocando muita revolta nas redes sociais. Ele exibe um homem atacando um morador que dormia nas ruas do estado de São Paulo. De acordo com informações do portal de notícias R7, o momento foi registrado neste domingo, 09, ganhando compartilhamentos milhares de vezes nas redes sociais. Para internautas, o homem que agride o mendigo seria nazista. O agressor usa terno e gravata. Ele está ao lado de um suposto amigo, também todo engravatado.

O amigo vê a ação, mas não faz absolutamente nada. O engravatado também parece ter algum cuidado com o que vai fazer. Ele toma a atitude quando a rua está praticamente deserta. Talvez ele não esperasse que alguém estivesse dentro de um veículo flagrando toda a cena.

Publicidade
Publicidade

No entanto, um motorista, de forma bastante astuta e provavelmente com um telefone celular na mão, acaba sendo mais esperto e faz o registro da ação criminosa. Apenas um dos vídeos, publicados no site Daily Motion, tem mais de 700 mil visualizações.

Quem publicou as imagens, que não quer ter seu nome registrado, também lança a possibilidade do agressor e seu acompanhante serem parte do movimento nazista. Ele até lembra o que aconteceu na Alemanha durante o período que envolveu a segunda guerra mundial, matando milhares de judeus e outras pessoas que não eram consideradas "arianas", a raça dita como pura pelo líder Adolf Hitler. “São Paulo. Mas poderia ser na Alemanha nazista”, escreveu o homem que teria gravado tudo e decidiu escancarar a realidade através da grande arma da modernidade, a internet. 

A maioria absoluta dos comentários feitos pelos internautas critica a atitude do engravatado e o chamam de “lixo humano”, “cretino” e “covarde”.

Publicidade

Outros pedem que o agressor seja identificado e denunciado aos órgãos responsáveis. O R7, no entanto, não cita se a polícia do estado de São Paulo estaria a investigar o homem. Até a publicação desta reportagem, ele ainda não havia sido identificado. Não é a primeira vez que esse tipo de ação acontece.  #Crime #Investigação Criminal