Na cidade mineira de Uberaba, Thiago Alves Pereira, de 31 anos, trabalha como voluntário em creches, asilos, hospitais e escolas. Ele se veste de palhaço e leva alegria para as pessoas que estão passando por um momento difícil na vida. Só que na última sexta-feira (14) ele se viu em uma situação difícil, quando começou a ser agredido e o único motivo é por ele estar usando uma fantasia de palhaço. Thiago estava dentro de um ônibus, a caminho de mais um evento, quando as pessoas começaram a lhe chutar.

Ele estava na estação Parque do Mirante, onde pegaria uma condução até o local em que se apresentaria. Quando ele entrou no "tubo", uma viatura ordenou que ele parasse e os policiais já saíram perguntando para onde ele iria e mandaram ele sair dali.

Publicidade
Publicidade

Foi então que ele informou aos policiais que não tinha como voltar, uma vez que já tinha pago a passagem e explicou seu trabalho de voluntário como palhaço. Felizmente os policiais entenderam e não criaram nenhum tipo de problema e ele pode seguir.

Acontece que, ao entrar no ônibus, as pessoas começaram a olhar para ele de forma desconfiada, pois além de estar vestido de palhaço, viram que ele foi abordado pela polícia, o que gerou uma desconfiança ainda maior. Thiago percebendo que o clima estava tenso, procurou sentar-se mais atrás, longe de todos, para não criar nenhum problema, mas já era tarde, pois vários passageiros começaram a ofendê-lo.

Três passageiros foram para perto dele, começaram a ofendê-lo e ainda tentavam induzir as demais pessoas a fazerem o mesmo. Constrangido e assustado, Thiago explicou que era um voluntário e que seu trabalho consistia em se vestir de palhaço e levar alegria às pessoas, não tendo nenhum tipo de envolvimento com os "#Palhaços macabros" que estão assustando as pessoas.

Publicidade

Com medo de ser linchado ali mesmo, dentro do ônibus, Thiago ligou para a polícia e um rapaz achou ruim ele fazer isso, partindo para agressão física. Ele tentou se levantar, só que o ônibus deu uma freada brusca, fazendo com que ele caísse e foi aí que o rapaz aproveitou para começar a chutá-lo. A polícia logo chegou e acabou levando os dois para a delegacia.

Depois do ocorrido, Thiago está com medo e já não sai maquiado de casa para evitar novos transtornos. Ele mudou sua rotina e leva sua fantasia de palhaço guardada em uma mochila, vindo a se fantasiar somente quando chega ao local. #Violência #Casos de polícia