Um #assassinato foi registrado na tarde da última segunda-feira (24), no bairro Ponto Central, em Feira de Santana (BA). A vítima foi identificada como Guilherme Costa de Andrade, de 22 anos. Nenhum suspeito do assassinato foi preso.

De acordo com a polícia, Guilherme estava numa moto trafegando pela rua quando, de repente, foi perseguido por dois indivíduos. Segundo informações repassadas pela polícia, o jovem tinha se envolvido numa discussão com duas pessoas no dia em que foi assassinado.

Segundo o delegado Marcus Santa Bárbara, numa entrevista ao portal "Acorda Cidade", a vítima já tinha sofrido duas tentativas de assassinato e tinha vários desentendimentos com alguns moradores do bairro Rocinha.

Publicidade
Publicidade

A terceira tentativa de assassinato aconteceu na segunda-feira, e dessa vez ele não teve a mesma sorte das outras, quando foi perseguido e morto a tiros por homens ainda não identificados pelos oficiais.

Guilherme levou vários tiros e morreu no local antes mesmo do socorro chegar. De acordo com a polícia, Guilherme tinha várias passagens por roubo e posse ilegal de arma. Com a vítima os policiais encontraram uma arma de fogo que estava em sua cintura.

A vítima morava numa casa que fica na rua ACM, no bairro Mangabeira. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade, passou por exames de necropsia e, logo após, foi liberado para família para o sepultamento. Segundo o delegado Marcus, a polícia não sabe qual o motivo do #Crime, mas relatou que o caso está sendo investigado.

Publicidade

Outro caso semelhante aconteceu na quarta-feira (26). A vítima foi identificada como Fernando da Silva de Jesus, 22 anos, que foi brutalmente assassinado a tiros na Travessa Angra dos Reis, no bairro Ponto Central, também em Feira de Santana (BA). Segundo o portal Acorda Cidade, a vítima foi alvejada por vários disparos de arma de fogo por um homem desconhecido.

Fernando foi atingido pelos disparos nas nádegas, cabeça e axilas. Segundo a polícia, nenhum dos moradores quis dar informações sobre o assassinato. Um inquérito foi aberto e o caso está sendo investigado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT). #Casos de polícia