Na última segunda-feira (10), câmeras de celulares gravaram imagens impressionantes de uma jovem, de 20 anos, que conseguiu deter um bandido, no município de Eunápolis, extremo sul da Bahia. A moça que não foi identificada teve uma ação impulsiva e arriscada para conseguir recuperar seus pertences que tinham acabado de serem roubados pelo homem. Ao que tudo indica o rapaz suspeito de cometer o furto, teria arrombado o bagageiro da motocicleta da estudante e levado alguns objetos. O veículo estava estacionado perto de um parque de diversões onde a mulher tinha ido com uma amiga. Ela estava saindo do local quando percebeu que o homem que estava de bicicleta tinha mexido na motocicleta.

Publicidade
Publicidade

As duas jovens resolveram, então, em uma ação aventurosa e descontrolada correr atrás do bandido para tentar alcançá-lo. Contrariando as orientações da polícia de não reagir a um assalto ou furto as duas perseguiram o homem e conseguiram capturá-lo.

O surpreendente é que, ao conseguirem pegá-lo, uma delas, que parecia ter um ótimo preparo físico, conseguiu aplicar um golpe de luta no homem. Ele, aparentemente, era bem mais alto e mais forte que ela, e ainda sim, a estudante conseguiu prender o pescoço do homem com as pernas, em uma ação conhecida no mundo da luta como mata-leão. Ele ficou imobilizado até que a ajuda policial chegasse. Alguns moradores e pessoas que passavam perto da localidade ajudaram a moça e manter o homem detido. Houve ainda reações dos populares que começaram a agredir o rapaz com chutes e socos, tentando fazer ‘justiça’ com as próprias mãos.

Publicidade

Com a chegada da viatura policial o suspeito que vestia uma camisa vermelha e calça jeans, foi detido em flagrante. Os pertences da moça foram recuperados e ela, felizmente, não se feriu. Estavam com o suspeito um capacete, um fone de ouvido, pequena quantidade de dinheiro e os documentos pessoais da jovem. Ao que parece, o homem não estava armado, e não ofereceu resistência à prisão. Ele foi levado à delegacia para ser ouvido pela polícia.

#Crime #Investigação Criminal