O juiz federal Sergio Moro tomou nesta quarta-feira, 26, uma medida que teve repercussão nacional. No mesmo dia em que o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de análise contra Moro, foi aceito pela Organização das Nações Unidas (ONU), que agora vai dizer se apoia ou não o petista, o magistrado desencadeou mais movimentações em torno da Operação Lava-Jato. Ele determinou a prisão preventiva de um empresário conhecido, Mariano Marcondes. Ele foi preso quando ia visitar a esposa, que mora em Londres, na Inglaterra. A prisão aconteceu no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. 

A esposa de Mariano é nada mais, nada menos do que a atriz Luíza Valdetaro, que trabalhou em diversas novelas da Rede Globo de Televisão.

Publicidade
Publicidade

A última delas foi em 2013, quando fez parte do elenco de 'Joia Rara', mas a profissional da dramaturgia já havia estado em 'Malhação', 'Gabriela', 'Cordel Encantado' e outras produções. Mariano representa o grupo Trafigura, do ramo de petróleo, que no Brasil faz negócios para a fabricante de combustíveis Decal. As acusações contra o marido da atriz da Globo são fortes. Sérgio Moro diz que há indícios muito fortes de que o empresário foi corrupto e fez lavagem de dinheiro.

No pedido de prisão, segundo a Veja, as acusações são melhor evidenciadas. Ele teria pago quase um milhão de reais ao delator Paulo Roberto Costa, então diretor de abastecimento da maior estatal brasileira, a Petrobras. A grana que teria bancado a "banquinha" para o executivo da estatal, segundo a investigação feita pela Polícia Federal, teria saído de uma offshore que seria mantida pelos familiares de Mariano, mais especificamente os genros dele, identificados como Márcio Lewkowicz e Humberto Mesquita.

Publicidade

Paulo disse em depoimentos ao juiz que ele realmente recebeu o dinheiro para facilitar negócios da empresa do marido da atriz Global. A assessoria da Procuradoria da República, no Paraná, teria enviado um comunicado à Veja, no qual justifica a prisão de Mariano. Ela diz que é necessário manter a ordem e garantir que a pena seja cumprida. Muitos brasileiros ficaram chocados com a notícia e foram à internet se manifestar.  #Lava Jato