Novamente a cidade de Ituiutaba, em Minas Gerais, é palco de uma tragédia. Um homem invadiu uma igreja e matou a ex-companheira durante a celebração de uma missa. O caso aconteceu na igreja Catedral de São José, nesta sexta-feira (07), no município mineiro. A vítima foi identificada como Simone Marca, de 30 anos. De acordo com as informações dos agentes da Polícia Militar, a mulher estava acompanhando uma missa de sétimo dia com seu namorado quando foi surpreendida e esfaqueada pelo seu ex. O homem golpeou Simone por seis vezes. Aproximadamente 80 pessoas estavam dentro da igreja e presenciaram o fato. O atual namorado da vítima - a relação havia começado há apenas 30 dias - fugiu temendo pela sua vida.

Publicidade
Publicidade

Roberta Borges, delegada responsável pelas investigações, disse que, após cometer o assassinato, o suspeito fez uma gravação de áudio pelo WhatsApp e confessou ter cometido o #Crime. O homem que confessou o assassinato é o empresário Marcos Ferreira, muito conhecido na cidade, pois ele é o dono de um jornal do município. A delegada contou que grande parte dos agentes já conheciam Marcos Ferreira devido aos contatos que os policiais mantém com a imprensa.

Depois de desferir os golpes de faca que tiraram a vida da vítima, o empresário entrou em um veiculo que estava estacionado em frente ao templo religioso. O áudio em que o homem confessa o crime foi enviado durante a fuga. Segundo a delegada ele ainda afirmou que se entregaria depois que passasse o tempo da autuação em flagrante.

Publicidade

Uma equipe de agentes continua em busca do autor do crime, mas ainda não conseguiu localizá-lo.

Roberta Borges disse que a vítima ainda recebeu socorro dos agentes do corpo de bombeiro, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo quando estava sendo encaminhada para o hospital.

Marcos é casado e a vítima teria sido amante do empresário por aproximadamente um ano. No entanto a mulher colocou um ponto final no relacionamento, pois o empresário era extremamente agressivo e não a deixava em paz. O empresário teria saído da prisão recentemente, acusado de violência doméstica. A esposa estava ciente da traição do marido e tinha uma medida protetiva contra o empresário. #Investigação Criminal