Todos estão chocados com um pai que tentou vender o próprio filho pela internet. O bebê tem apenas 4 meses de vida e foi anunciado como sendo um produto qualquer. O homem tem 26 anos e a polícia conseguiu prendê-lo na última quarta-feira (5), quando ele estava no terminal rodoviário da cidade de Campo Grande. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Mário Donizete Queiroz fez o anúncio do bebê e esperava entregá-lo para quem estivesse disposto a pagar a quantia pedida.

Para não chamar a atenção das autoridades, o pai evitou usar o termo venda. O anúncio dizia que o homem entregaria o bebê a quem lhe desse uma ajuda e pediu o valor de R$ 3 mil.

Publicidade
Publicidade

Apesar do homem não ter colocado no anúncio um termo mais pesado, como "Vende-se um bebê", ainda assim o #Crime foi cometido e fica clara a intenção de entregar o próprio filho a qualquer um que concordasse em pagar a quantia estipulada.

Em 2015, esse mesmo pai chegou a usar um site voltado para adoção de crianças. Naquela época, a companheira do sujeito estava grávida e pelo visto ele não estava disposto a assumir o filho e nem queria que a mulher ficasse com a criança. Uma pessoa se interessou pela adoção e deixou uma mensagem no site, só que ele não viu e a criança acabou ficando com os pais depois do nascimento, vindo a ser oferecida agora em um site na internet, em troca de uma quantia em dinheiro.

A mulher que se interessou pela adoção do bebê em 2015 mora no interior de São Paulo. A mensagem que ela deixou no dia 26 de julho do ano passado só agora foi respondida pelos pais da criança.

Publicidade

Mostrando-se ainda interessada, a mulher começou a trocar mensagens com o homem - a polícia já tem todo esse material em seu poder e analisará a conversa.

O homem foi para a rodoviária, juntamente com a esposa de 22 anos e também o bebê, para ver se conseguia junto à Assistência Social do município, as passagens para eles viajarem até São Paulo, onde provavelmente fariam a negociação da criança. A assistente social viu que a mãe estava chorando muito e desconfiou que o pai pretendia vender o filho e por isso ela entrou em contato com a polícia.

O pai acabou confessando tudo e o delegado está apurando todas as informações para saber se a mãe estava ciente dos fatos e se tinha mais algum envolvido. #Casos de polícia