A abertura do processo seletivo para escolher o futuro estagiário que vai trabalhar sob o comando do juiz federal mais popular do momento, Sérgio Moro, terminou com cerca de 300 inscritos.

Todos ainda vão 'suar a camisa' para conseguir a tão sonhada aprovação, pois a concorrência segue acirrada e as provas serão divididas em duas etapas: prática e teórica.

O edital foi aberto no início desse mês com a disponibilidade para a vaga de estagiário do "excelentíssimo Juiz Sérgio Fernando Moro", exatamente como revelado pela reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo. O estudante que se habilitar deverá cumprir a carga horária na 13ª Vara Federal, na cidade de Curitiba, diretamente no local em que ocorre o trâmite da Operação Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, o que mais surpreendeu foi a quantidade de inscrições e, como se não bastasse, elas vieram de todas as partes do país. Normalmente, a demanda para uma vaga com um juiz menos popular fica em torno de 60 a 70 candidatos, mas com Moro não foi assim. A sua atuação no combate à corrução, contra personagens do alto escalão politico, talvez tenha sido o chamariz fundamental para o alcance de tantos interessados.

Pelo visto, a repercussão do juiz também agrada os universitários da área jurídica e o entusiasmo de estar próximo ao juiz, participando do seu dia a dia na #Justiça Federal, será um preenchimento considerável no currículo do futuro profissional do direito. Provavelmente foi essa a análise que demandou o crescente número de candidatos à vaga.

O processo seletivo é realizado uma vez por ano.

Publicidade

Sem dúvida que o diferencial foi o nome do juiz. Entretanto, nos anos anteriores, constava no edital somente o nome da juíza substituta e não de Moro, sendo isso o suficiente para causar tumulto entre os estudantes. O certame, que se encerrou na semana passada, foi apresentado com inscrição gratuita, e a bolsa anunciada é de R$ 833,00 mais vale- transporte para um período de quatro horas diárias, de segunda a sexta-feira.

As atribuições do novo e único estagiário incluem redigir "minutas de despachos e sentenças", transportar processos eletrônicos, inclusive os da Operação Lava jato, além de outras funções de competência comum a um estagiário universitário.

Há uma perspectiva de que pelo menos 70% dos inscritos estejam devidamente preparados para a realização das provas. A título dos requisitos obrigatórios estão a frequência regular do estudante em curso de educação superior de direito e a obrigatoriedade de manter residência em Curitiba.

Os níveis de conhecimento dos candidatos serão testados por meio das disciplinas escritas de direito constitucional e direito penal.

Publicidade

Avaliando a quantidade de concorrentes, ficou definido pela Justiça Federal que as provas serão aplicadas nesta quinta-feira (20), no próprio auditório da Comarca.

Por fim, serão convocados os oito melhores candidatos da prova escrita para realizar a prova oral, talvez com o próprio Sérgio Moro, ou seu substituto, já no início do próximo mês. Na oportunidade, serão averiguados o nível da língua portuguesa e a prática jurídica do candidato. O resultado será divulgado impreterivelmente no dia 7 de novembro. #Direto #Sergio Moro