Um dos homens presos em julho, durante uma operação que desmantelou uma quadrilha de simpatizantes do #Estado Islâmico que planejava atentados terroristas durante as olimpíadas do Rio de Janeiro, esfaqueou no último final de semana um rapaz próximo à sua residência, em Fortaleza. Daniel Freitas Baltazar, de 20 anos, estava em liberdade condicional. Com a tentativa de homicídio registrada neste final de semana, ele foi novamente preso pela Polícia Federal. A vítima não corre risco de morte. Daniel será agora transferido para um presídio federal de segurança máxima, já que é considerado de alta periculosidade. Desde que foi solto, em agosto, o suspeito de terrorismo usava tornozeleiras eletrônicas.

Publicidade
Publicidade

Mesmo método utilizado pelo EI na Europa

Ainda não se sabe os motivos da tentativa de homicídio, mas ataques à faca contra uma ou mais pessoas é uma das táticas mais comuns utilizadas recentemente por terroristas em todo o mundo. No último dia 5 de outubro um simpatizante do Estado Islâmico atacou com uma faca dois policiais belgas que patrulhavam as ruas de Bruxelas. Dois incidentes parecidos já tinham acontecido na mesma cidade nos dias 7 de setembro e 6 de agosto. 

Daniel era membro da organização terrorista embrionária que estava atuando no Brasil. Em julho, ele e outros 14 suspeitos foram presos durante a operação hashtag. A Polícia Federal - alertada pelo FBI americano - investigou o grupo e descobriu que seus membros planejavam ataques terroristas durante os jogos olímpicos.

Publicidade

Os investigadores interceptaram mensagens trocadas entre os membros da quadrilha em que combinavam as melhores formas de atacar brasileiros e estrangeiros durante a competição. O grupo se autointitulava "Jundallah", ou "Soldados de Deus". Entre as alternativas discutidas para causar o maior número de mortes possíveis estavam ataques químicos e contaminação do abastecimento de água do Rio de Janeiro. Dos 15 suspeitos inicialmente presos, seis foram postos em liberdade condicional com o uso de tornozeleiras, inclusive Daniel.