Um dos rapazes que foi filmado batendo em um jovem em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, afirma ter se arrependido do que fez.  Ele diz estar muito assustado com o alcance que o caso tomou, após a situação ser popularizada em um vídeo que está circulando na internet. O caso aconteceu no dia 18 de setembro, no bairro Vila Jacy

O agressor, identificado como Jhonny Celestino Holsback Belluzzo, 19 anos, aparece espancando um outro rapaz porque ele teria urinado na roda do seu carro. 

Segundo o advogado de Jhonny, Ronye Mattos, o jovem passou a ser alvo de ameaças. Ele conta que algumas pessoas estariam organizando uma maneira de persegui-lo para garantir o revide. 

O defensor comenta que os parentes de seu cliente estão apavorados.

Publicidade
Publicidade

Argumenta que Jhonny vai fazer o possível para reparar seus erros. Lembrou que o rapaz não responde por nenhum #Crime anterior e que é estudante e tem emprego fixo. 

Ronye explica que o que aconteceu foi causado por um momento de raiva e que não se repetirá. 

O advogado esclarece que seu cliente procurou auxílio de psicólogos depois do ocorrido e que fez questão de procurar a vítima para se desculpar e para fazer as pazes. Ronye frisou que a vítima não quer mais processar Jhonny.

Apesar de todo o arrependimento, a ocorrência, registrada pela polícia no último dia 24 de setembro, foi bastante grave. As imagens só vieram a tona agora, após serem compartilhadas em grupos de WhatsApp.

O delegado responsável pelas investigações, Fabiano Nagata, da 1ª DP (Delegacia de Polícia), informou que dois agressores foram identificados como autores do crime.

Publicidade

O segundo é Alessandro Ronaldo Mosca Junior, de 21 anos. Ambos podem ser indiciados por tentativa de homicídio.

Ainda segundo as autoridades policiais, tanto a vítima quanto os suspeitos já prestaram depoimento. Restaram diferenças entre as versões apresentadas, já que o jovem espancado confessou ter urinado na roda do veículo de um dos agressores e que essa atitude pode ter motivado o ataque.

Já o advogado narra os fatos de forma diferente. Segundo o defensor, o jovem agredido teria subido no carro e só então urinado. Isso teria provocado o nervosismo de Jhonny, que estava com a namorada. Ele não se conteve ao ver um estranho vandalizando seu patrimônio e partiu para as vias de fato. Para o advogado, isso configura legítima defesa da honra. 

Nas imagens que viralizaram é possível ouvir uma testemunha da violência pedir para que os agressores parassem de chutar e dar socos na vítima. A mulher pede para não matar. 

#Violência #Casos de polícia